60° Encontro de Folias de Reis de Uberaba e Região celebra tradição neste domingo 

Cidade é a que reúne maior número de companhias registradas no País 

O tradicional “Encontro de Folias de Reis de Uberaba e Região” será realizado nesse domingo (23), no salão do Santuário de Nossa Senhora da Abadia, A Festa é uma realização da Associação das Companhias de Reis de Uberaba e Região (ACORUR) e conta com a parceria da Fundação Cultural de Uberaba e do Setor Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural (Sempac). O evento também conta com apoio da Federação das Companhias de Reis de Minas Gerais, Confederação Brasileira das Companhias de Reis e Folia de Reis do Brasil, Cozinheiros da Comunidade Rural da Baixa e Santuário Nossa Senhora da Abadia de Uberaba. O dia também contará com apresentação da Orquestra Municipal de Uberaba.

As inscrições para as folias podem ser feitas na Fundação Cultural através do telefone (34) 3331-9200. A recepção do encontro será às 8 horas. Quem não conseguir fazer a inscrição por telefone pode fazê-la no dia, com antecedência ao início do evento. Às 9 horas acontece a abertura oficial com benção dos instrumentos e companhias de Reis e às 9h40  tem início as apresentações das companhias. O intervalo para almoço será de 13 às 14 horas . Às 17 horas serão realizados as homenagens e o encerramento.

Este ano a homenagem é “in memoriam” ao Capitão João Batista Moraes da Companhia de Reis do João Verdureiro. O versículo que encabeça o evento é “E a estrela que tinham visto no Oriente, ia adiante deles, até que parou sobre o lugar onde estava o menino Deus”, (Matheus 2:9).

Segundo o presidente da ACORUR, Raimundo Antônio Vieira, foram convidadas e são esperadas cerca de 180 folias. Segundo ele, o intuito é reunir as companhias, os foliões e festeiros e estender o contato entre eles. “Não podemos deixar o folclore em torno das folias morrer”.

De acordo com a historiadora do Sempac, Maria Aparecida Manzan, o encontro vem sendo realizado desde o final da década de 30. “O evento é um encontro de amizade, de solidariedade e de participação, é um dia de diálogo. A cidade é considerada a capital das Folias de Reis, pois nós temos o maior número de folias registradas no Estado de Minas Gerais e no País”. Manzan faz agradecimento especial à Aparecida Vieira, coordenadora da cozinha, juntamente com as outras cozinheiras da Baixa, que  colaboram com o evento.

As Folias de Minas. De acordo com o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG), as Folias de Minas foram registradas como patrimônio cultural de Minas Gerais,  em 6 de janeiro de 2017. Também denominadas ternos ou companhias, as folias são manifestações culturais e religiosas cujos grupos se estruturam a partir de sua devoção aos santos como: Reis Magos, Divino Espírito Santo, São Sebastião, São Benedito, Nossa Senhora da Conceição, entre outros. Geralmente são formados por cantadores e tocadores, podendo apresentar personagens, como reis, palhaços e bastiões, que visitam casas de devotos distribuindo bênçãos e recolhendo donativos para variados fins. Apresentam características regionais e as indumentárias variam, podendo ser encontrados foliões que utilizam trajes militares, vestes de palhaço, máscaras ou roupas comuns. Os instrumentos que conduzem os cantos são viola, violão, cavaquinho, pandeiro, bumbo, sanfona e caixa. Possuem como principal elemento simbólico a bandeira e organizam-se a partir de ritos, como o giro ou jornada, encontros, festas e cumprimento de promessas.

A tradição, de origem ibérica, faz parte das celebrações mais antigas e difundidas no estado de Minas Gerais e no Brasil, e, ao longo dos anos, foi se tornando componente de considerável importância na construção do imaginário, identidade e memória individual e coletiva dos mineiros. As Folias reúnem em torno de si diversas práticas culturais, saberes, formas de expressão, ritos e celebrações, representando uma parte importante do patrimônio cultural mineiro.

Foto: Ruth Gobbo/FCU

 

 

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.

Obrigado, Caros Leitores!

Nós da família do Luiz Renato Rodrigues da Cunha vimos através deste canal “Em Todas” agradecer a todos que procuravam diariamente se informar e compartilhar as matérias divulgadas pelo nosso saudoso colunista.

Agradecemos também o carinho demonstrado sempre ao nosso blogueiro imortal.

Foram anos de fidelidade, respeito e interatividade!

Sabemos que ele exerceu com brilhantismo sua capacidade de informar com transparência e imparcialidade, transmitindo alegria e entretenimento a seus leitores.

Chegou a hora de dar um até breve e jamais um adeus, pois acreditamos que um dia estaremos novamente com nosso ente querido.