Crocheteiras fizeram roda de conversa sobre o artesanato na Fundação Cultural de Uberaba

 

A Fundação Cultural de Uberaba recebeu, na tarde desta quinta-feira (19), as crocheteiras que estão com suas peças expostas na Galeria de Artes Rachel Machado – Casa da Cultura, com a Expô Crochê, para um café com roda de conversa. O presidente da Fundação Antônio Carlos Marques esteve presente na ocasião e foi homenageado pelas artesãs.

 As crocheteiras, que se conheceram através de cursos oferecidos por uma loja de linhas e lãs, conversaram sobre como a prática do artesanato tem ajudado na vida delas. Algumas vivem da renda que o crochê proporciona, e outras fazem apenas por hobby.  Ilda Mariano Euzébio, crocheteira há mais de 25 anos, aprendeu os primeiros pontos quando buscava uma terapia alternativa para os momentos de angústia. “O crochê ajuda quando a gente tem depressão e ter essa ocupação me ajuda muito”, declarou Ilda.

 Maria de Lourdes Alvarenga declarou que faz crochê por hobby, para ocupar a cabeça. “A gente conhece todos os pontos, sabe o jeito de pegar na agulha, mas cada um tem a sua identidade”, disse Lourdes.

 A loja de acessórios de armarinhos em geral oferece o curso, com frequência, há mais de vinte anos, e uma das proprietárias, Odelcina Lemes Sallum, ressalta a importância do artesanato na vida das crocheteiras. “É uma roda de amigas que se encontram sempre. O crochê tem que se perpetuar, porque é bom para a memória, o raciocínio, matemática e concentração”, falou Odelcina, mostrando que todas as artesãs estavam concentradas, com suas agulhas nas mãos, enquanto conversavam.

 A exposição de crochê é aberta a toda a comunidade e ficará até esta sexta-feira (20), com horário de visitação das 8h às 18h. A Casa da Cultura fica na Praça Rui Barbosa, 356 – Centro.

 

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.

Obrigado, Caros Leitores!

Nós da família do Luiz Renato Rodrigues da Cunha vimos através deste canal “Em Todas” agradecer a todos que procuravam diariamente se informar e compartilhar as matérias divulgadas pelo nosso saudoso colunista.

Agradecemos também o carinho demonstrado sempre ao nosso blogueiro imortal.

Foram anos de fidelidade, respeito e interatividade!

Sabemos que ele exerceu com brilhantismo sua capacidade de informar com transparência e imparcialidade, transmitindo alegria e entretenimento a seus leitores.

Chegou a hora de dar um até breve e jamais um adeus, pois acreditamos que um dia estaremos novamente com nosso ente querido.