« Postagens Antigas
Escolha uma Página

O ex-prefeito de Igarapava (SP) Carlos Augusto Freitas (PSD), foi preso nesta segunda-feira (10), por suspeita de envolvimento em um esquema de fraudes e desvio de verbas em licitações de R$ 26,4 milhões nos últimos quatro anos. Além de Carlão, foram presos mais cinco pessoas, dentre eles, o irmão dele, Sérgio Augusto de Freitas, uma servidora municipal e mais três empresários.

A Operação batizada de Pândega foi deflagrada nas cidades de Igarapava, Franca, Pedregulho, Ribeirão Preto e Delta (MG), com mandados de busca e apreensão, foram cumpridos em 32 endereços, contando com o apoio dos Gaecos de Franca, Ribeirão Preto e Uberaba (MG), bem como a Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Por volta das 14h, os seis presos foram apresentados no 3º DP em Franca (SP). Várias viaturas  da Força Tática da Polícia Militar e promotores do Gaeco acompanharam a remoção. Após a elaboração dos flagantes, eles foram recolhidos na cadeia do Jardim Guanabara.

“No período de 2013 a 2016, a organização criminosa fraudou e dispensou indevidamente licitações, especialmente para prestações de serviços de transporte de pacientes da área de saúde e de estudantes, favorecendo determinadas empresas”.

Os contratos firmados somam R$ 26.417,912, ainda segundo a Promotoria, que também investiga desvio de verbas em licitações para obras e prestações de serviços de publicidade da Prefeitura de Igarapava.

O ex-prefeito Carlão e os cinco presos, devem cumprir prisão temporárias por cinco dias, prorrogáveis por mais cinco.

 

 

You have Successfully Subscribed!

Share This