« Postagens Antigas
Escolha uma Página

O jornalista Sérgio de Sá Leitão, 49 anos, foi anunciado nesta quinta-feira (20) o novo Ministro da Cultura. O convite foi feito pelo presidente Michel Temer e aceito. A posse deve acontecer na semana que vem. Sérgio é jornalista e trabalhou no jornal “Folha de S.Paulo”, ex-secretário municipal de cultura no Rio de Janeiro, foi chefe de gabinete no ministério na gestão de Gilberto Gil e chegou a presidência da (Ancine) por indicação do então ministro Roberto Freire.

Ele vai ocupar a cadeira que estava vaga desde 18 de maio, quando o então ministro Roberto Freire (PPS) que pediu demissão após a divulgação da delação dos donos e executivos do grupo J&F. Com base na delação de Joesley Batista, a Procuradoria Geral da República denunciou o presidente Michel Temer por corrupção

Sem Freire, a pasta foi comandada interinamente por João Batista Andrade até o mês passado. Ele também pediu demissão.

Desde o início do governo Temer, em maio de 2016, a Cultura deixou de ser ministério, recuperou o status e vive um troca-troca de ministros.

O Ministério da Cultura era cobiçado por políticos, dentro das negociações em busca de votos no plenário da Câmara para engavetar a denúncia por corrupção passiva contra Temer.

A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do ex-deputado Roberto Jefferson, esteve entre os cotados para assumir a pasta, assim como o deputado André Amaral (PMDB-PB).

Na escolha por Sérgio Leitão, o presidente Temer acabou optando por um ministro de perfil técnico para a Cultura sem ligações partidárias.

 

You have Successfully Subscribed!

Share This