« Postagens Antigas
Escolha uma Página

O Banco Central informou, na terça-feira (18), ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, que bloqueou R$ 606.727,12 do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF) antes da sentença que condenou o ex-presidente, em outubro de 2016. O MPF pediu também o confisco de três apartamentos, um terreno e dois veículos.

O despacho em que Moro autoriza o bloqueio do dinheiro é de 14 de julho deste ano.

A quantia foi encontrada em quatro contas do ex-presidente:

  • R$ 397.636,09 no Banco do Brasil;
  • R$ 123.831,05 no Caixa Econômica Federal;
  • R$ 63.702,54 no Bradesco;
  • R$ 21.557,44 no Itaú.

“Na sentença foi decretado o confisco do apartamento como produto do crime. Neste processo, pleiteia o sequestro de bens do ex-Presidente para recuperação do produto do crime e o arresto dos mesmos bens para garantir a reparação do dano. Este Juízo reputou prudente sentenciar o caso antes de decidir o pleito de constrição”, diz trecho do despacho.

 

You have Successfully Subscribed!

Share This