« Postagens Antigas
Escolha uma Página

O presidente Michel Temer desembarcou na madrugada desta sexta-feira (7) em Hambugo, na Alemanha, para participar do encontro de Cúpula do G20 (o grupo que reúne as 20 maiores economias do mundo). Com a viagem de Temer, o presidente do senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), assume a Presidência da República, isso porque o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), primeiro na lista sucessora, está em viagem na Argentina.

Em Hamburgo, antes de entrar no hotel em que está hospedado na cidade Alemã, o presidente Temer, em coletiva à imprensa, disse a jornalistas, ao ser questionado sobre a posição do Brasil no G20 em meio a intempéries políticas econômicas, que não há crise no país.

Na entrevista, Temer, categoricamente respondeu perguntas dos jornalistas e afirmou que no Brasil não existe crise econômica. Disse que podem levantar dados, que o país está crescendo em empregos, indústrias e agronegócio. “Lá não existe crise”, emendou o presidente encerrando subitamente a entrevista e se dirigindo para a área interna do hotel.

Na manhã desta sexta-feira, o presidente Michel Temer participou da reunião dos líderes do Brics, o grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e, mais recentemente, África do Sul. O encontro dos cinco Chefes de Estados, de países em desenvolvimento antecedeu a reunião de Cúpula do G20.

Ao discursar na reunião do Brics, Temer voltou a afirmar que o Brasil está superando a crise econômica, que segundo ele, foi uma das “mais graves” da história brasileira.

 O presidente ressaltou aos colegas de Rússia, Índia, china e África do Sul que sua agenda de reformas trouxe de volta o crescimento econômico a ao emprego no Brasil.

Após o rápido encontro com os líderes do Brics, Michel Temer foi para a Cerimônia Oficial de chegada dos Chefes de Estados dos países que compõe o G20. Ao entrar, ele foi recepcionado pela chanceler alemã, Angela Merkel, anfitriã da reunião. Ela fez questão de cumprimentar um a um os líderes dos países visitantes, incluindo aqueles que ela não tem afinidade, como o presidente norte americano, Donald Trump.

Ao longo desta sexta-feira, o presidente Temer, terá uma intensa agenda de reuniões no encontro do G20, com reuniões de trabalho e fotos oficiais, além do almoço e jantar com os Chefes de Estado. À noite, a Filarmônica de Hamburgo vai fazer um conserto exclusivo para os líderes das 20 maiores economias do mundo.

Acuado pela crise política que pode afastá-lo do Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer chegou anunciar o cancelamento da viagem para a Alemanha, mas, na última hora mudou de ideia. Ele recuou ao ser alertado pelo ministro da fazenda Henrique Meireles, de que a ausência na reunião do G20 poderia ser interpretado por investidores internacionais como um sinal de fraqueza do governo federal.

 

You have Successfully Subscribed!

Share This