Parque Labs: Uberaba é a única cidade brasileira com cinco espaços públicos de coworking

Com o objetivo de integrar empreendedorismo, inovação e tecnologia, Uberaba é hoje a única cidade brasileira que oferece à população, de forma gratuita e com estrutura de qualidade, cinco espaços públicos de coworking chamados ParqueLabs, que conectam governo, empresas, universidades e pesquisadores para proporcionar um espaço diferenciado de trabalho.

Os ParqueLabs são um projeto do Parque Tecnológico, que fazem parte do Programa Uberaba Inovadora da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo da Prefeitura de Uberaba. Quatro deles são localizados nas universidades, sendo um na Uniube, um na Fazu, um na UFTM e outro no IFTM – Campus Uberaba. Já o quinto ParqueLab fica no Mezanino do Centro de Educação e Tecnologia Ambiental (Ceta), espaço cedido pela parceria do Codau. Desses, dois estão na área do Parque Tecnológico, na Univerdecidade, que são os espaços da UFTM e do Mezanino.

Ativos há mais de um ano e abertos ao público durante os sete dias da semana, das 8h às 18h, os ParqueLabs de Uberaba já são uma referência nacional e surgiram a partir de uma demanda de ampliação dos ambientes de inovação na cidade. Eles oferecem estrutura para receber, juntos, mais de 100 empreendedores, com o conforto de mesas amplas, salas de reunião e internet permanente de alta qualidade no espaço de coworking.

Segundo a gestora do Parque Tecnológico, Raquel Resende, os ParqueLabs possuem um conceito de hubs, espaços de conexão que transcendem a questão de espaço físico. “A ideia dos ParqueLabs vai além de um espaço de coworking, cuja premissa é “trabalhar junto”. Eles possibilitam novas conexões, passando por novas ideias e mudanças de pensamento. Quando você está em um espaço integrado, sem paredes, e convivendo no seu trabalho com outros profissionais, você aprende mais e amplia sua rede de contatos. Conhece pessoas novas que vão somar à sua atividade profissional. A grande vantagem dos coworkings é que você quebra as barreiras e tem a conexão imediata com o outro profissional que está ali ao seu lado”.

Além de usar os ParqueLabs para desenvolver seus trabalhos, os empreendedores também contam com diversas atividades que acontecem frequentemente em todas as cinco unidades. São ações como workshops, bate papos, palestras e treinamentos, que visam reunir os empreendedores para a troca de experiências e crescimento profissional.

Raquel Resende explica que o foco da utilização dos ParqueLabs são as conexões que vão gerar produtos, serviços e processos tecnológicos. “Qualquer pessoa pode utilizar o espaço para desenvolver um projeto pessoal de pesquisa e de empreendimento. São locais em que as pessoas podem fazer suas reuniões de trabalho e até conversarem com um potencial cliente. Um espaço público para gerar conexões que vão trazer desenvolvimento econômico e tecnológico para a cidade de Uberaba”, pontua a gestora do Parque Tecnológico.

Segundo ela, o desejo é que cada vez mais pessoas utilizem os espaços, que foram feitos com amplo horário de funcionamento e uma estrutura de qualidade que permite o desenvolvimento de novas tecnologias e empresas. “Os espaços de coworking estão crescendo muito no Brasil e no mundo, e essa foi nossa aposta com os ParqueLabs. Justamente porque quando você não está isolado em uma sala, você aprende mais, conhece pessoas novas que vão somar ao seu desenvolvimento”, destaca Raquel Resende.

Um dos usuários dos ParqueLabs é o engenheiro químico Rodolfo Bizinoto, que participou de diversas atividades e reuniões no espaço junto à Liga Empreendedora, um grupo que reúne pessoas de várias instituições de ensino com o objetivo de fomentar o empreendedorismo. “Na Liga de Empreendedorismo os ParqueLabs sempre foram utilizados para nossas reuniões, e além disso participei de workshops e fiz interessantes contatos, que oportunizaram conhecer grandes profissionais. Hoje tenho certeza que essas experiências me ajudaram a conseguir o trabalho que estou hoje, tendo em vista que trabalho em um local com ambiente semelhante aos dos ParqueLabs”, destaca Rodolfo.

Já Kamila Milaneze, que é Couch de Carreira e Negócio, conta que já foi facilitadora de bate papos sobre empreendedorismo, e participa da Escola de Empreendedores no Parque Lab da Uniube. “Eu utilizo o espaço para reuniões, pois a estrutura oferecida é muito interessante, além de ser gratuito. Também divulgo muito para meus clientes que estão iniciando um negócio e não têm um espaço para atender, pois o espaço contém mesas para reunião e internet de qualidade”, pontua Kamila.

 

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.

Obrigado, Caros Leitores!

Nós da família do Luiz Renato Rodrigues da Cunha vimos através deste canal “Em Todas” agradecer a todos que procuravam diariamente se informar e compartilhar as matérias divulgadas pelo nosso saudoso colunista.

Agradecemos também o carinho demonstrado sempre ao nosso blogueiro imortal.

Foram anos de fidelidade, respeito e interatividade!

Sabemos que ele exerceu com brilhantismo sua capacidade de informar com transparência e imparcialidade, transmitindo alegria e entretenimento a seus leitores.

Chegou a hora de dar um até breve e jamais um adeus, pois acreditamos que um dia estaremos novamente com nosso ente querido.