« Postagens Antigas
Escolha uma Página

A procura pelo Jovem estudante de psicologia Bruno Borges de 25 anos, filho de casal uberabense Athos Borges e Denise Borges, completou dois meses neste sábado (27). Ele desapareceu no dia 27 de março após deixar no quarto 14 livros criptografados, paredes cheias de escrituras e uma estátua do filósofo Giordano Bruno (1548 – 1600) avaliada em R$ 7 mil. Bruno Chegou a deixar algumas chaves que possibilitam a tradução da criptografia de modo se conseguiu apreender que o título de um dos livros é “A Teoria da Absorção do Conhecimento”. Outros itens curiosos foram deixados pra trás, como a imagem em que o rapaz aparece a frente de um extraterrestre que pousa a mão no ombro do jovem. A última vez que os parentes viram Bruno, no dia 27 de março, foi durante almoço de família. O acreano voltou para casa e todos – pai, mãe e irmãos – seguiram o dia normal de trabalho. Mais tarde o pai dele retornou à residência da família, em Rio Branco, e percebeu que o filho não estava.

A retirada dos móveis do quarto, as inscrições nas paredes, teto e no chão, bem como a estátua de aproximadamente dois metros de altura, ocorreram em período de 20 dias, tempo que o quarto ficou trancado e os pais viajavam de férias. O Secretário adjunto da Polícia Civil Josemar Portes, reafirma que as investigações continuam sendo feitas, mas ainda não houve progresso em relação a Bruno. Ele acrescenta que a polícia ainda tenta confirmar a hipótese de que o acreano não sofreu nenhum tipo de influência externa para sair de casa.

 

You have Successfully Subscribed!

Share This