« Postagens Antigas
Escolha uma Página

Depois de uma vistoria feita pela Defesa Civil constatou-se a impossibilidade da família continuar vivendo na residência que fica no Bairro Jardim Uberaba

Companhia Habitacional do Vale do Rio Grande (Cohagra) atendeu, nesta quarta-feira (27), mais uma família que vivia em situação de risco social e habitacional. Com a presença do prefeito Paulo Piau, da primeira-dama, Heloísa Piau, e do presidente da Cohagra, Marcos Jammal, o casal Luiza de Marilac Souza e Fausto Rita, de 49 e 69 anos, respectivamente, foi contemplado com uma casa no Jardim Copacabana.

A ação foi conduzida pela equipe de fiscalização da Cohagra, depois de uma vistoria feita pela Defesa Civil que constatou o risco de moradia. Segundo dona Luiza, todas as vezes que chovia forte, entrava água na sua residência. “Eu já não tinha quase nada. Toda vez que chovia, a água descia para a minha casa porque ficava abaixo da calçada. Era o que tínhamos para morar. Não acreditei quando o prefeito e o Jammal chegaram e nos visitaram contando essa notícia maravilhosa”, contou.

O casal vivia em condições precárias e foi feita a interdição do imóvel. Dentro das condições de novos mutuários foi possível o atendimento imediato por parte da Cohagra, para um imóvel fruto de retomada que vem sendo realizado em Uberaba com o objetivo de reaver casas que estavam sendo utilizadas de forma ilegal.

Entre as situações que levam a retomada dos imóveis estão a venda, locação irregular, empréstimo e até mesmo abandono de casas contempladas pelo Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV). Desde o ano passado, a Cohagra vem realizando a ação de combate à fraude, o que para o presidente Jammal, “a medida é uma resposta à sociedade, que vem contribuindo com as ações da Companhia por meio de denúncias”.

De acordo com o prefeito Paulo Piau, “a satisfação de ver o sorriso e a felicidade no rosto dessas pessoas não tem preço. Esse é o papel da prefeitura e da Cohagra, que é atender aos mais necessitados”, destaca.

Denúncias – O presidente da Cohagra reforça que aqueles que tiverem alguma denúncia confirmada sobre irregularidades dentro do Programa Minha Casa Minha Vida, podem formalizar pelos canais diretos com a população pelo 2103-8544 ou via whatssap (34) 99873-9555. Se confirmadas as irregularidades, os casos são encaminhados para investigação da Polícia Federal.

Fotos: André Santos/PMU

 

 

You have Successfully Subscribed!

Share This