Uberaba deve seguir os caminhos da China

A China produz apenas 30% do que consome em termos de alimentos. Uberaba produz alimentos de qualidade. Esta é uma combinação perfeita, segundo o prefeito Paulo Piau, que acaba de chegar de lá, onde esteve na semana passada convite e sem custos ao erário, participando de importante Feira do Agronegócio. Antes de sua ida, o prefeito convidou empresários do ramo e representantes da sociedade civil organizada a integrarem a comitiva de Uberaba. Alguns, apesar do ‘em cima da hora’ acompanharam o prefeito e já houve fechamento de negócios de uberabenses por lá, como informou o prefeito, sem declinar, por ora, qual empresa.

O prefeito pretende visitar a Câmara Municipal de Vereadores de Uberaba, bem como entidades classistas para aglutinar em torno dos interesses de Uberaba. “Exportação não é bicho de sete cabeças. Temos produto qualidade. Uberaba está na crista da onda para liderar processo desta natureza. Somos a capital nacional do agronegócio”, diz.

As perspectivas de negócios são reais, conforme Piau. Ele chama a atenção para os quatro eixos estruturantes sobre os quais Uberaba se debruça: logística (referência VLI); exportação (referência ZPE); Parque tecnológico (referência startups)  e turismo (referência Geopark).

“Parados não podemos ficar”, afirma o prefeito com relação as indefinições do País. Segundo ele, é preciso construir viabilidades e é isto que está sendo feito e que refletirá, sobremaneira em toda a cadeia produtiva, gerando abertura de mercado, desenvolvimento, emprego e renda.

A China, conforme ele, visa  rotas comerciais diretas com países produtores de alimentos; um corretor de exportação Brasil-China.  O programa e planejamento são grandes diferenciais, assim como a preocupação ambiental. Uberaba – que já vem sendo chamada informalmente pelos chineses de Câmara Informal Brasil/China, destaca o prefeito, tem clima, posição geográfica, solo, capacidade e tecnologia. E é com este entusiasmo e pensamento que Paulo Piau dizer querer unir forçar de todos os setores para que Uberaba toda avance e ganhe. “Uberaba precisa pensar grande  com  relação ao mercado externo e mostrar quer é possível. Há mercado e a gente saber muito bem produzir comida”, orienta.

“Nesta oportunidade de liderar comitiva de Uberaba à China com cooperativas e empresários constatamos que nossa cidade e a nossa região tem possibilidade enorme de vender para a China, sobretudo comida. Iremos realizar reuniões junto às entidades de classe e com os vereadores para contar as oportunidades do Município. O caminho da China: Lá tem gente empoderando, crescendo e o que eles querem em primeiro lugar é comida. Uberaba sabe fazer comida. Esta aí a grande perspectiva, além dos investimentos para que novas fábricas e industrias sejam construídas aqui em Uberaba”, resumiu Paulo Piau, referindo-se também aos investimentos chineses que estão sendo prospectados para o Município.

Foto: Neto Talmeli

 

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.

Obrigado, Caros Leitores!

Nós da família do Luiz Renato Rodrigues da Cunha vimos através deste canal “Em Todas” agradecer a todos que procuravam diariamente se informar e compartilhar as matérias divulgadas pelo nosso saudoso colunista.

Agradecemos também o carinho demonstrado sempre ao nosso blogueiro imortal.

Foram anos de fidelidade, respeito e interatividade!

Sabemos que ele exerceu com brilhantismo sua capacidade de informar com transparência e imparcialidade, transmitindo alegria e entretenimento a seus leitores.

Chegou a hora de dar um até breve e jamais um adeus, pois acreditamos que um dia estaremos novamente com nosso ente querido.