« Postagens Antigas
Escolha uma Página

No último sábado (25), em Belo Horizonte, a equipe da Fundação Municipal de Esporte e Lazer (Funel) de Ginástica Rítmica (GR), conquistou um segundo lugar de Maria Clara Medina e um terceiro lugar de Victória Beatriz Souza na categoria Individual, no aparelho maças da categoria, Juvenil 3.

Ao todo são 10 atletas participando, duas atletas na categoria mirim, individuais, um conjunto mirim e um conjunto infantil, além de quatro atletas no torneio estadual, categoria juvenil nível 3. Já o futsal foi derrotado na categoria sub 11, mas venceu as equipes do PTC no sub 13, na cidade de Patrocínio.

A professora Francy Mara Bueno comemorou não só as vitórias de suas pupilas, mas também e, principalmente a volta de sua equipe às competições fora de Uberaba. “Voltamos a participar das competições externas de ginástica rítmica, depois de quase três anos e os resultados foram satisfatórios diante do trabalho feito com as atletas. Precisamos muito de apoio e incentivo privado. Precisamos desse incentivo junto às empresas, a fim de conseguir recursos para que o esporte continue expandindo e crescendo, podendo assim atender mais crianças e descobrirmos mais talentos esportivos. A GR é um esporte de demonstração, que exige muito treinamento e preparo das atletas, e quanto mais investirmos nisso, melhores serão nossos resultados, como acontece em todas as atividades desportivas. De toda forma já estou muito feliz por voltarmos ao circuito competitivo e ainda mais com os pódios da Maria Clara e Victoria. Obrigada aos pais, atletas e a Funel pelo incentivo e apoio” concluiu Francy Mara que ainda colocou seus contatos à disposição de quem quiser matricular suas filhas: 991966106/ Instagram @ginasticaritmicauberaba.

Futsal. As equipes sub 11 e 13 da Funel/Unimed foram a Patrocínio no sábado (25) e voltou com uma derrota e uma vitória, contra as equipes do PTC. O sub 11 mesmo tendo perdido por 3 a 0, mas o coordenador técnico, Eurípedes Piu se sentiu muito prejudicado. “Fomos muito prejudicados pela arbitragem. O sub 11 perdeu de 3×0, mas a arbitragem complicou demais. O primeiro gol deles, acho que a bola passou por fora da trave, inclusive um dos juízes deu saída de bola a nosso favor e o outro deu o gol, não deram um gol legítimo nosso, a bola entrou o juiz estava bem próximo ao lance, há muito não via uma arbitragem atuar desta forma”, desabafou Piu.

Já o sub 13 fez 4 a 2 no PTC em jogo eletrizante, pois segundo Piu, jogaram bem, abriram 2 a 0, 3 a 0, 3 a 1 e no final fechou em 4 a 2, recuperando-se da derrota, na rodada anterior para o Prata.

Foto: Divulgação/PMU

 

You have Successfully Subscribed!

Share This