« Postagens Antigas
Escolha uma Página

Projeto Farmácia Solidária está entre os finalistas da premiação a ser entregue em maio, em BH

 

A comissão de avaliação do IX Prêmio Mineiro de Boas Práticas na Gestão Municipal, promovido pela Associação Mineira de Municípios (AMM) esteve em Uberaba nesta terça-feira (16), visitando a sede da Farmácia Solidária – projeto finalista na categoria Gestão da Saúde e que visa ao acesso a medicamentos, cidadania, proteção ambiental e economicidade.

A visita foi feita pelas assessoras técnicas Juliana Marinho e Analice Horta que conheceram de perto o funcionamento do projeto e sua abrangência social, dentre outros quesitos de avaliação que estão descritos no edital de concorrência.

A equipe foi recebida pelo prefeito Paulo Piau que falou sobre o projeto e sua relevância para a comunidade. “O projeto Farmácia Solidária está sendo usado como exemplo por diversos municípios. O processo de triagem dos medicamentos é feito por equipe técnica, diminuindo o desperdício, ou seja, o que antes poderia acabar no lixo, hoje é distribuído de forma consciente”, declara Piau que recebeu das mãos da técnica Juliana Marinho, o certificado de finalista do prêmio da AMM.

O secretário municipal de Saúde, Iraci Neto ressalta que o projeto conta com profissionais altamente qualificados e o sucesso que vem refletindo positivamente e sendo reconhecido inclusive pelo Governo do Estado, trará bons frutos e um deles já é estar na final do Prêmio Mineiro de Boas Práticas na Gestão Municipal.

“São mais de 200 atendimentos diários de pessoas que buscam doações por meio da Farmácia Solidária. Temos importantes parceiros que contribuem para esta ação. Já saímos vitoriosos por termos sido classificados dentre tantos projetos e sermos, hoje, uma vitrine para a saúde de Minas Gerais”, comemora Iraci.

O prêmio – Na edição de 2019 foram avaliados 119 projetos. Do total foram classificados para a final três iniciativas de cada eixo: Gestão Administradora, Gestão Assistência Social e Gestão da Saúde. Os projetos serão apresentados pelos finalistas dia 14 de maio, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte durante o  36º Congresso Mineiro de Municípios.

Números – A avaliação final refere-se ao funcionamento da farmácia no período 2017/2018, seu primeiro ano de funcionamento. De acordo com o farmacêutico do Departamento de Assistência em Farmácia (DAF), Rodrigo Rodrigues Silva, são 650 novos tipos de medicamentos que passaram a cooperar com a lista pública, ampliando a mesma em 4.8 vezes. Neste primeiro ano, diz ,  esses remédios que não são ofertados pelo SUS geraram economia de R$389 mil para a população que  teve reduzido o gasto com  a aquisição de remédios.

Os números também comprovam  que o projeto conseguiu evitar o descarte de mais de 15 milhões de unidades de medicamentos, que poderiam ser inutilizados de maneira incorreta ou alcançar a data de validade nas casas. Além do mais, a Farmácia Solidária mantém parceria com Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) que se beneficiam  do projeto.

A Farmácia Solidária está localizada na Praça Augusto Lemp, 750, no bairro Mercês, próximo ao Hospital Regional.

Fotos: André Santos/PMU

 

 

 

You have Successfully Subscribed!

Share This