« Postagens Antigas
Escolha uma Página

Secretário orienta para que doações aconteçam diretamente às instituições cadastradas na secretaria para evitar a permanência destas pessoas em locais públicos

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Seds) continua trabalhos de abordagem e resgate de pessoas em situação de rua em Uberaba em 2019. A ação das equipes de Abordagem Social, que intensificaram os atendimentos em setembro de 2018, já resultaram na diminuição de mais de 40% do número de pessoas que ficavam no entorno do terminal rodoviário de Uberaba, segundo dados da secretaria.

Ainda de acordo com os dados da Seds o número de moradores de rua diminuiu de 30 pessoas aproximadamente, para entre 6 a 11 pessoas no local, que são na maioria pessoas de fora de Uberaba e extremamente resistentes a sair da rua, pois lá recebem doações de comida, cobertores e não vêem incentivos em sair dessa condição.

O secretário de Desenvolvimento Social, Marco Túlio Cury, destaca que as doações também atraem pessoas que não são moradoras de rua. “Dependendo do horário, aparecem de 50 a 60 pessoas que não estão em condição de rua, mas vêem que estão sendo doadas roupas e comidas, então elas vão lá para receber as doações. Por isso, orientamos a fazerem a doação dentro das diversas instituições cadastradas na Secretaria, pois evita a permanência nas ruas e as pessoas recebem um tratamento mais adequado”, enfatiza Marco Túlio.

Segundo o secretário, existem 62 instituições cadastradas na Seds, e destas, três tem termos de parceria para receber as pessoas de Uberaba em situação de rua, oferecer tratamento, atendimento digno, acolhimento junto à rede de saúde, assistência, tratamentos específicos como para os dependentes químicos e portadores de transtornos mentais. “Nosso foco está tanto no trabalho de convencimento para as pessoas voltarem para suas famílias, reatar os vínculos, ou ir para uma instituição, onde receberão tratamento adequado, quanto na orientação para as pessoas fazerem as doações dentro das instituições, pois a doação na rua faz com que as pessoas a permaneçam nessa situação”, explica Marco Túlio.

Serviços – A Rodoviária conta com a Unidade de Atendimento ao Migrante/Itinerante, que funciona de manhã e à tarde, realizando o trabalho de abordagem diariamente no Terminal Rodoviário. Nas terças e quintas, um trabalho conjunto é feito entre Abordagem Social, Sesurb e Guarda Municipal, de forma integrada, fazendo a limpeza da praça do terminal, catação de marmitex, retirada de colchões e lixos do local. À noite, ainda nas terças e quintas, também é feito o trabalho de conscientização, por equipe do Centro POP, Abordagem Social diariamente das 07h às 18h, com foco nas pessoas que fazem doações no local. O Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), que presta serviços especializados e continuados à população adulta em situação de rua.

Aos sábados e domingos, há serviço integrado da Unidade de Atendimento ao Migrante/Itinerante com a Casa de Passagem, equipamento de Assistência Social, que tem por finalidade apoiar, orientar e abrigar temporariamente migrantes/itinerantes em situação de rua. Os serviços são articulados pela Seção de Apoio à População de Rua da Seds. Outra ação, ainda a ser realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Social é resultado de uma parceria com a equipe da Rodoviária, que vai ceder o material de limpeza para lavar semanalmente os bancos da praça, que é o ponto número um das atividades de resgate.

Fotos: Divulgação/Marcos Tostinha e PMU

 

 

 

 

You have Successfully Subscribed!

Share This