Cantora Cláudia Garcia morre de Covid-19 aos 49 anos, em Goiânia

A cantora Cláudia Garcia, de 49 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira (26) em decorrência da Covid-19 após três dias internada em um hospital de Goiânia. Sambista, ela era um dos principais nomes da música em Goiás.

De acordo com o amigo e músico Roberto Célio Pereira da Silva, conhecido como Xexéu, ela foi diagnosticada com Covid-19 no dia 16 de fevereiro e permaneceu em casa, em isolamento, com a produtora e amiga Rejane Neves, que também contraiu a doença.

Por dificuldade em respirar, Cláudia teve de ser internada no Hospital de Campanha para Enfrentamento do Coronavírus (HCamp) de Goiânia na madrugada da última terça-feira (23). Ela chegou a ter 50% dos pulmões comprometidos. A unidade de saúde informou que a cantora estava em um leito de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para tratamento do coronavírus.

A paciente morreu por volta das 4h45 desta sexta-feira. O HCamp de Goiânia manifestou pesar pela morte da cantora e afirmou que se solidariza com os familiares e amigos.

Até as 11h, não havia informações sobre o enterro do corpo da artista.

Natural de São Paulo, a sambista chegou a Goiânia em 2010. “Ela sempre fazia apresentações em solo, mas também dividia o palco com convidados. Por conta da pandemia de Covid-19, ela convidava músicos diferentes para se apresentar, pois queria sempre ‘dividir o pão’, ainda mais neste momento difícil. Ela ajudava cantores e músicos”, contou Xexéu.

Fotos: Reprodução/Divulgação

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.

Obrigado, Caros Leitores!

Nós da família do Luiz Renato Rodrigues da Cunha vimos através deste canal “Em Todas” agradecer a todos que procuravam diariamente se informar e compartilhar as matérias divulgadas pelo nosso saudoso colunista.

Agradecemos também o carinho demonstrado sempre ao nosso blogueiro imortal.

Foram anos de fidelidade, respeito e interatividade!

Sabemos que ele exerceu com brilhantismo sua capacidade de informar com transparência e imparcialidade, transmitindo alegria e entretenimento a seus leitores.

Chegou a hora de dar um até breve e jamais um adeus, pois acreditamos que um dia estaremos novamente com nosso ente querido.