Cidade Vigiada começa a operar oficialmente em Uberaba

O maior programa tecnológico de segurança pública da história de Uberaba, o Cidade Vigiada, foi inaugurado pela Companhia de Desenvolvimento de Informática de Uberaba (Codiub) na manhã de sexta-feira (9) em solenidade no saguão do Centro Administrativo da Prefeitura de Uberaba.

A Codiub – Inteligência Digital investiu cerca de R$2 milhões de recursos próprios para a instalação do sistema de videomonitoramento e controle. Nesta primeira fase, o programa conta com 120 câmeras com tecnologia LPR (Leitura de Placas e Reconhecimento de Caracteres), instaladas em pontos estratégicos da Cidade, e Central de Monitoramento e Controle, operada pela Guarda Municipal durante 24 horas por dia.

Os equipamentos com tecnologia internacional são capazes de ler placas e identificar veículos, produtos de furto ou roubo, cadastrados no banco de dados da Polícia Militar. Ainda, o sistema conta com tecnologia forense desenvolvida para auxiliar as forças de segurança em investigações.

Durante a solenidade, o presidente da Companhia, Denis Silva, falou das funcionalidades que o algoritmo de inteligência permite como, por exemplo, o reconhecimento facial e anunciou avanços para agregar o sistema Olho Vivo ao Cidade Vigiada.

“O Cidade Vigiada é um marco para Uberaba, é uma tecnologia basicamente inédita no País com o tipo de câmera que nós temos, com tecnologia embarcada. A segurança pública em Uberaba ganha um projeto poderoso que nós queremos levar para outros municípios, um dos maiores do País com este tipo de tecnologia e equipamento. Em relação à novidade, vamos apresentar uma proposta à Polícia Militar, à Secretaria de Defesa Social já com o aval do prefeito Paulo Piau, para que a gente assuma a parte tecnológica do Olho Vivo, substituindo todas as câmeras por outros equipamentos com a mesma tecnologia que temos no Cidade Vigiada, para que seja de fato um programa integrado, aumentando ainda mais o nosso poder de fogo”, afirmou.

O prefeito Paulo Piau ressaltou que o Cidade Vigiada foi desenvolvido em constante diálogo com as forças de segurança pública e a importância da continuidade desta parceria para a evolução do sistema, especialmente, para a zona rural.

“Cidade Vigiada significa usar a tecnologia, a informação contra o bandido e a serviço das pessoas de bem: todos estão sendo vigiados. Uma placa fria, um carro roubado que entrar na Cidade, imediatamente será identificado, ou seja, vai trazer paz e tranquilidade para a nossa gente”, comemorou.

O programa será operado pela Secretaria Municipal de Defesa Social, por meio da Guarda Municipal, que é a responsável pelo monitoramento e controle dos equipamentos. O chefe da Pasta, Wellington Cardoso Ramos, informou que será seguido um protocolo de trabalho e comemorou o início da operação.

“Hoje, para nós é a coroação de um trabalho que começou lá atrás. Como o Estado, por razões várias, não expandiu o projeto, o Município, com o entendimento do prefeito de que deveríamos dar efetiva colaboração para a segurança pública, assumiu o desafio através da Codiub e pudemos desenvolver o Cidade Vigiada”, contou.

No evento, o secretário municipal do Conselho de Segurança Pública, Capitão Roberto Alves de Oliveira, mostrou o funcionamento de todo o sistema aos convidados e destacou a relevância do Cidade Vigiada para segurança pública.

“Foi um projeto extremamente desafiador que envolveu muito estudo, ciência, mapas temáticos, mapas de calor de todo o ambiente, para definição dos locais onde as câmeras seriam instaladas. E agora, embora este projeto já tenha nascido robusto, está no início e tem muito a oferecer para Uberaba”, disse.

A expectativa é que o Cidade Vigiada contribua para o trabalho dos órgãos de segurança pública e reduza a criminalidade em Uberaba. Levantamento feito pela Central de Monitoramento e Controle mostrou que em um prazo de 30 dias, ainda na fase de testes, o programa identificou 11 veículos produtos de crime, três veículos clonados, auxiliou na investigação de três homicídios, sendo que dois foram elucidados.

Forças de segurança e lideranças políticas se dispõem a auxiliar na expansão do Cidade Vigiada

Durante a solenidade de inauguração do Cidade Vigiada, representantes das forças de segurança de Uberaba e lideranças políticas da região fizeram uso da palavra e se colocaram à disposição do Município para a expansão do programa Cidade Vigiada.

Representando a Polícia Militar, o chefe do Estado Maior da 5ª RPM, Tenente Coronel Anderson Claiton Borges, contou que é de interesse do novo comando contar com o Cidade Vigiada para auxiliar na parte operacional.

“Isso para nós é uma ferramenta importantíssima porque a gente está falando em vidas. Em questão de segurança, certamente, essa ferramenta nos permite a desenvolver um trabalho de qualidade”.

O chefe de Instrução, 1° sargento do Exército Anderson Silva, colocou o Tiro de Guerra à disposição para dar apoio à comunidade, especialmente, para melhorar a segurança das pessoas.

“Uberaba já está contemplada com este projeto e se a gente conseguir difundir isso para outros municípios será extraordinário para combater todas as forças adversas que, eventualmente, nos afligem”.

O delegado regional da Polícia Civil, Francisco Eduardo Gouvea Motta, elogiou a capacidade do Cidade Vigiada de auxiliar na investigação de crimes.

“Esse sistema vai ajudar demais a Polícia Civil nos trabalhos do dia a dia. A nossa maior dificuldade é conseguir colocar o criminoso no local do crime e esse sistema pode fazer isso. Vai nos ajudar e vai trazer grande benefício para a cidade”.

O chefe da delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Uberaba, inspetor Rocha Neto, sinalizou interesse em participar na expansão do programa, traçando círculos de segurança para aumentar a proteção da população.

“Me coloco à disposição através para conversar com Brasília e fazer a integração desse sistema, pelo menos aqui em Uberaba. A gente vai brigar e lutar para que a Cidade fique toda fechada, rodovias, entradas, saídas e, assim, a gente consegue passar a segurança efetiva, em números, e a sensação de segurança para a população”.

O procurador da República, Thales Messias Cardoso, comemorou a inauguração do sistema e ressaltou a importância de usar a tecnologia no enfrentamento da criminalidade.

“Como membro do Ministério Público Federal tenho ótima expectativa de que o resultado, todos esses dados que serão produzidos, possam contribuir para a repressão ao crime e, o mais importante, vai prevenir o crime”.

O deputado federal Franco Cartafina elogiou o trabalho da Codiub – Inteligência Digital no desenvolvimento do sistema e evidenciou a necessidade de fomentar a tecnologia para melhorar a vida da comunidade.

“Quando a gente fala de inovação e tecnologia, chegou no ponto mais importante. Quando a gente vê a potência que é este projeto e o valor que foi despendido. Muitas vezes, um valor muito maior não faz nem 10% do que este projeto vai fazer. Isso demonstra que a tecnologia será, sobretudo, para prestação dos serviços públicos a nossa maior aliada”.

Fotos: Marco Aurélio Cury

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.