Empresa chinesa confirma indústria de drones em Uberaba

R$10 milhões é o valor estimado de investimentos da chinesa Shennong Drones para instalação de sua fábrica brasileira em Uberaba. A pedido do prefeito Paulo Piau, o diretor Haitao Cheing e equipe foram recebidos na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação nesta quinta-feira (19) pelo secretário José Renato Gomes e a gestora do Parque Tecnológico de Uberaba, Raquel Resende, para as tratativas do pedido formal de concessão de área e incentivos econômicos.

De acordo com o secretário José Renato Gomes, a Shennong é uma empresa que vem crescendo e investindo em Uberaba com total comprometimento. “Eles escolheram Uberaba não só para fazer negócios, mas também para viver. Criamos um relacionamento positivo em que a empresa e o município atuam passo a passo na consolidação das etapas, conforme o cronograma que necessitam, e o pedido da área para instalação da indústria é mais um importante passo. Tudo isso é resultado de um trabalho conciso do prefeito Paulo Piau na China, trazendo o olhar dos investidores para o potencial logístico de Uberaba”.

Raquel Resende, gestora do Parque Tecnológico, destaca que a parceria com a Shennong Drones e o Parque já consolidou importante interação com a comunidade acadêmica, com a realização de cursos e treinamentos e o desenvolvimento de processos de pesquisa. “Não é apenas uma fábrica. Trata-se também de um campo experimental de pesquisa e desenvolvimento para drones e VANTs (veículos aéreos não tripulados). Já estamos vivenciando o futuro”, evidencia ela.

A Shennong Drones já está operante em Uberaba com escritório localizado no hub de inovação Celeiro, na FAZU, instituição de ensino presente no Parque Tecnológico. Em parceria com o SINE Municipal, já contratou equipe em Uberaba e oferece atendimento a importantes produtores rurais da região. O objetivo, com a consolidação de unidade fabril em Uberaba, é que os equipamentos sejam com peças 90% produzidas no Brasil, já que atualmente todos os componentes são importados da China. A indústria deve gerar cerca de 215 empregos no primeiro ano, entre diretos e indiretos.

Os equipamentos da Shennong atendem áreas para segurança, atuação militar, monitoramento e manutenções, entre outros. No campo do Agro os drones fazem análise de lavouras, demarcação de plantios, acompanhamento e desenvolvimento de safra e pastagem, pulverização, monitoramento de desmatamento, vigilância, telemetria, identificação de animais perdidos e gravação de imagens, entre outras funcionalidades.

Foto: Marco Aurélio Cury

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.