Empresa de fertilizante adquire unidade em Uberaba e inicia processos junto à Prefeitura

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Rui Ramos, se reunirá na próxima semana com a fertilizantes Cibra. A empresa brasileira comprou a planta de fertilizantes da Heringer, hibernada desde 2018. O valor do negócio, que depende da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), é de R$ 55 milhões, de acordo com fato relevante publicado pela Heringer na Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

Foto: Reprodução/Divulgação

De acordo com Rui Ramos, a empresa solicitou a reunião visto que em breve entrará com os processos de licenciamento, alvará, bombeiros e benefícios fiscais junto à Prefeitura de Uberaba. “Eles estavam negociando na intenção de comprar um terreno, e mudaram, compraram uma fábrica”, afirmou Ramos.

A compra faz parte do plano da Cibra de ampliar sua produção para 2,5 milhões de toneladas de adubos até 2025. O plano é investir R$ 400 milhões no Brasil no prazo de quatro anos.

A planta, que estava fechada desde 2018, tem capacidade para produzir 400 mil toneladas por ano de misturas NPK (de nitrogênio, fósforo e potássio), fertilizantes diferenciados e adubos para sistemas de fertirrigação e hidroponia. A Cibra prevê que vai gerar até 200 postos de trabalho na unidade.

Foto: Reprodução/Divulgação

“A empresa tem a intenção de contratar até 200 funcionários, entre diretos e indiretos na fábrica, fora a cadeia de suprimentos que vai ser necessária. Vamos recebê-los e iniciar as tratativas e as próximas etapas que virão pela frente”, pontuou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação.

Em 2020, a Cibra, uma das cinco maiores empresas de fertilizantes do Brasil, registrou crescimento expressivo de 15% em seu volume de vendas, que atingiu 1,7 milhão de toneladas, ante uma estimativa de 6% de aumento no mercado nacional em geral.

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.