Estrangeiros demonstram interesse em produzir amônia verde em Uberaba

“Com a pandemia viaja-se menos, mas contata-se muito mais. Desse modo, participei de uma videoconferência muito interessante com investidores internacionais que querem produzir amônia verde em Uberaba, com o objetivo de importar essa matriz energética alternativa especialmente para a Europa”. A informação é do prefeito Paulo Piau que, juntamente com a secretária adjunta interina de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Anne Roy Nóbrega, reuniu, virtualmente, com empresários europeus na manhã desta terça-feira (10), com a intermediação da Fundação Getúlio Vargas.

Os estrangeiros identificaram o Município como opção para investir num projeto mundial de produção dessa amônia verde, pois têm conhecimento do projeto da planta de amônia que foi ‘hibernado’ pela Petrobras. “Em momento algum desistimos dessa iniciativa, mas agora vislumbramos alternativas muito interessantes”, afirmou. 

Anne Roy destacou que existe uma grande dependência mundial dos combustíveis fósseis como o petróleo e gás natural que estão concentrados nas mãos, especialmente dos países da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). Os países, especialmente da Europa, estão há vários anos, procurando alternativas de energia ecologicamente limpa. Existem nações que saíram na frente nessa corrida e já desenvolvem, entre outras opções, as fábricas de amônia verde, à base de hidrogênio. “Essa é uma fonte energética muito poderosa e eficiente, sendo uma alternativa totalmente sustentável, independente de energias fósseis”, observa. 

O prefeito aponta que os investidores se entusiasmaram com o fato de o Município estar bastante adiantado na produção de energia solar (fotovoltaica). Ele lembra que o mapa solarimétrico da Cemig aponta que Uberaba é um ponto com alto índice de insolação, ideal para a produção de energia sustentável.

“Esses investidores estão interessados no Brasil, especialmente em Uberaba, para produzir amônia e importá-la para ser uma nova matriz energética para a Europa, a partir da energia solar e outras fontes sustentáveis, como biocombustíveis, hidrelétrica, dentre outras”, concluiu.

Nova reunião está marcada para daqui a três semanas, tendo em vista estarem sendo delineadas propostas ante a perspectiva de investimento futuro e, consequentemente, geração de emprego no Município. 

Fotos: Marco Aurélio Cury

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.