« Postagens Antigas
Escolha uma Página

O governador de Minas Gerais Romeu Zema (Novo), anunciou na noite deste sábado (09) que pretende leiloar cerca de dois mil carros do estado, que eram destinados para uso da área administrativa. A frota, segundo ele, está sem condições de rodar há mais de um ano.

Segundo postagem feita por Zema em seus perfis nas redes sociais, já na próxima semana os veículos já devem ser colocados à venda. Esta é a segunda vez na semana que o governador informa que pretende vender patrimônio do estado que, segundo ele, é mal usado. Na sexta-feira ele anunciou que aeronaves do estado que não forem úteis para a segurança pública também serão vendidas.

“Minha equipe detectou aqui na área administrativa mais de dois mil carros paralisados. Carros sem manutenção que não estão rodando há 12 meses ou mais. Isso demonstra como seu dinheiro, que você está pagando é mal usado”, afirmou.

O governador de Minas ainda determinou que fosse feito levantamento completo da frota estadual e para seja feita a “utilização correta dos veículos”. “Já tomamos as providências e vamos estar leiloando esses carros e o recurso apurado vai ser aplicado naquilo que é importante. E essa situação não vai mais se repetir, porque nós estamos analisando cada real que é gasto aqui”, disse. Nas imagens da postagem, Zema aparece caminhando e vistoriando o local onde os carros estão estacionados.

Detalhes de como será o leilão, como valores e lance mínimo pelos veículos, ainda não foram anunciados.

Aeronaves

Nessa sexta-feira, o governador de Minas, Romeu Zema (Novo), anunciou a venda de todas as aeronaves do estado, utilizadas pelo governo. Só devem ser mantidos os aviões que forem utilizados para emergências e pelas forças de segurança. Ao todo, o governo do estado tem sete aeronaves, entre aviões e helicópteros. Segundo Zema, a medida é para acabar com a “farra no uso das aeronaves” em governos anteriores.

“Até o ano passado, quem governava Minas tinha à disposição sete aeronaves, entre aviões a jato e helicópteros. Na minha opinião, um absurdo. Era uma farra no uso dessas aeronaves”, afirmou, em postagem nas redes sociais.

Ainda de acordo com o governador Zema, a ordem já foi dada ao Gabinete Militar para que as aeronaves sejam comercializadas. No entanto, ainda não há informações de quantas aeronaves serão efetivamente vendidas e nem a quantia que deve ser arrecadada.

Foto: Reprodução

 

Share This