Inaugurado o Hospital Regional José de Alencar

Solenidade oficial de inauguração do Hospital Regional ocorreu hoje, mas os pacientes já estão sendo atendidos desde o dia 2. Gestão do HR chamou a atenção das autoridades presentes, que a consideraram inovadora.

O prefeito de Uberaba Paulo Piau e o secretário Nacional de Atenção à Saúde Francisco de Assis Figueiredo oficializaram na manhã desta segunda-feira (4) a inauguração do Hospital Regional José Alencar Gomes da Silva. Em sua fala, Piau agradeceu o Governo Federal, o Estado pela conclusão da obra e compra de equipamentos, sendo que mais de R$ 30 milhões investidos na construção (Prefeito e Estado) e mais de R$ 18 milhões na compra de equipamentos (Governo Federal). Ele destacou ainda que o HR tem como missão, desafogar o Hospital de Clínica e o Hospital Mário Palmério, de atendimentos da média complexidade. O foco destas unidades hospitalares, afirma o prefeito, tem que ser a alta complexidade.

“É uma alegria como gestor municipal, hoje, mesmo com pouco recurso, viabilizar a abertura do Hospital Regional. Nós decidimos pelo melhor uso do dinheiro público em abrir o hospital e vamos dar conta de mantê-lo ativo para a comunidade. Queremos fortalecer o polo de alta complexidade aqui na região, muitas cidades possuem atendimento na média complexidade, por isso queremos fortalecer a UFTM e Uniube. Já somos referência na Saúde, mas queremos ir além, por isso precisamos reforçar a área acadêmica, com mestrados e doutorados. O Hospital Regional irá desafogar a rede com o atendimento de média complexidade e estas outras unidades hospitalares terão mais condições de efetivamente dar o atendimento de alta complexidade, que é o foco” ressalta o prefeito de Uberaba Paulo Piau.

A gestão inovadora do Hospital Regional foi alvo de elogio do secretário nacional, que destacou a participação de duas universidades, dizendo ainda ser um exemplo para o país. “Nós temos um desafio no país como um todo de reestruturação de rede e regionalização, mas hoje é motivo de festa, pois inaugurar um hospital com esse tamanho, com toda estrutura física e equipamentos é um orgulho. Abrir um hospital, principalmente na atual conjuntura, em que o prefeito tem um desafio fiscal, é um grande trabalho, um grande presente a toda população de Uberaba e região. Nós precisamos muito na saúde é de inovação. E na gestão, o prefeito Paulo Piau e o secretário de saúde Iraci, buscaram uma nova forma. Sem dúvida alguma pegar dois grandes parceiros que são as maiores universidades da região, para que juntas possam fazer a gestão desse grande equipamento é uma demonstração para o país que tudo é possível, ou seja, com apoio da promotoria, dos prefeitos que buscaram entendimentos com todas essas entidades, esperamos o sucesso, tenho certeza disso”, afirma o secretário Nacional de Atenção à Saúde Francisco de Assis Figueiredo.

O secretário de Saúde Iraci Neto fala da grande emoção, diante do momento em que todas as pessoas que trabalham e defende o sistema de saúde, os serviços públicos de saúde, de Uberaba e região estão vivendo neste dia. “Hoje concretizamos um sonho, quero de modo em especial agradecer ao secretário Nacional de Atenção à Saúde, Francisco de Assis Figueiredo, que tem uma parcela direta nessa concretização, pela forma que fomos recebidos e pela presteza de dar o primeiro passo de custeio desse hospital. A luta do prefeito Paulo Piau, que levantou essa bandeira como prioridade, não só para Uberaba e região. Temos aqui já pacientes sendo assistidos com a mais alta qualidade possível. Deixo meu cumprimento a todo o Conselho Gestor que já vêem trabalhando ha vários meses desde a formatação desse modelo de gestão, para que hoje déssemos a sociedade este hospital”, agradece Neto.

Participaram do evento os deputados federais Marcos Montes, Aelton Freitas e Adelmo Leão, deputado estadual Tony Carlos, vice-prefeito João Gilberto Ripposati, secretário de Saúde Iraci de Souza Neto e demais secretários municipais de Uberaba e região, presidente da Câmara Municipal de Uberaba, Luiz Humberto Dutra e demais vereadores municipais, além da reitora da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Ana Lúcia de Assis Simões, o reitor da Universidade de Uberaba Marcelo Palmério, Presidente da Funepu, José Eduardo dos Reis Félix presidente, a Presidente do Conselho Municipal de Saúde Maria José de Oliveira Cunha Freitas, promotora Cláudia Alfredo Marques Carvalho, e prefeitos e representantes dos outros 26 municípios da região ampliada de Saúde do Triângulo Sul.

Tanto o deputado federal Marcos Montes, quanto o deputado estadual Tony Carlos, destacaram o trabalho do Prefeito Paulo Piau, por abrir um hospital na atual situação econômica do país. Ressaltaram ainda, a gestão inovadora do HR que prioriza não só os atendimentos, mas também a formação acadêmica. Ambos se colocaram a disposição para a defesa dos interesses de Uberaba em Brasília e Belo Horizonte.

Ainda durante o evento aconteceu uma visita guiada pelo Hospital Regional, coordenada pela diretora Administrativa do Mário Palmério, Denise Dias Monteiro, em que todos os convidados puderem conhecer as instalações do hospital.

Vale lembrar que desde o último sábado (2) o Hospital Regional já está em funcionamento, recebendo pacientes de média complexidade, regulados pelo SUS Fácil do Estado, oriundos das Unidades de Pronto Atendimento – UPA’s.

Informações gerais do Hospital Regional José Alencar Gomes da Silva

Investimentos de mais de R$ 50 milhões entre obras e equipamentos. Mais de 50 leitos na primeira etapa e mais de 300 profissionais. R$ 3 milhões/mês de custeio. A primeira etapa do HR será aberta com 55 leitos, dos quais 35 são de clínica médica, 10 cirúrgica e 10 leitos de UTI adulto. O HR atenderá casos de média complexidade de especialidades médicas e cirúrgicas, com ênfase na ortopedia. O prédio terá dois blocos cirúrgicos completos, com apoio de serviços de imagem e patologia. Lembrando que a ocupação será feita de forma gradativa no decorrer dos próximos dias, acompanhando a regulação para o tipo de atendimento do HR, que atenderá os 27 municípios da microrregião. Quando implantado em sua totalidade serão ofertados 151 leitos.

O HR contará com as especialidades: Clínica Médica, Infectologia, Cirurgia Geral, Ortopedia, Nutróloga, Anestesista, Cirurgia Vascular, Neurologia, Cardiologia, Reumatologia, Urologia, Endocrinologia, Pneumologia, Hematologia, entre outros.  A Universidade de Uberaba (Uniube) será a responsável pela parte técnica-administrativa e a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), por meio da Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba será responsável pelo corpo clínico.

A gestão do HR contará com o apoio e fiscalização do Conselho Gestor composto por membros paritários: Secretaria Municipal de Saúde (SMS), representando também o Governo Federal, Conselho Municipal de Saúde, Colegiados das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), Secretaria Estadual de Saúde, por meio da Superintendência Regional de Saúde, UFTM e Uniube.

O hospital atuará em sistema “porta-fechada”, ou seja, os pacientes devem ser direcionados ao hospital, pela regulação do Estado, por meio do SUS Fácil. Isso quer dizer que o cidadão não será atendido se for direto ao hospital, primeiro, é necessário ir para as Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) – São Benedito ou Mirante. De lá, dependendo do diagnóstico será regulado para os hospitais: de Clínicas, Mário Palmério, ou Regional.

 

 

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.