Prefeitura de Uberaba realiza levantamento para medir infestação do Mosquito Aedes na Cidade

Prefeitura Municipal de Uberaba, por meio do Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias da Secretaria de Saúde, realiza a partir desta segunda-feira (08) o Levantamento de Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de janeiro de 2018. Cerca de 150 agentes de combate a endemias (ACEs) estarão envolvidos na vistoria de 6041 imóveis em 5.441 quarteirões de Uberaba até a sexta-feira (12). As visitas acontecem no período das 07h às 13h.

O LIRAa se trata de uma metodologia de trabalho que ajuda a mapear os locais com altos índices de infestação do mosquito Aedes aegypti e consequentemente, alerta sobre os possíveis pontos de surto das arboviroses. A Secretaria Municipal de Saúde realiza o levantamento três vezes por ano, nos meses de janeiro, março e outubro.

De acordo com Lara Rocha Batista, chefe do Departamento de Controle de Endemias e Zoonoses, a partir dos dados do LIRAa que é possível identificar os criadouros predominantes e verificar a situação de infestação do município, além de permitir o direcionamento das ações de controle para as áreas mais críticas, como mutirões, vistorias mais detalhadas, entre outras medidas.

“Os agentes estão passando essa semana nas casas e recolhendo amostras quando tiver e é importante que os moradores contribuam com o Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias, e recebam esses agentes em suas residências. Mas, em caso de dúvidas, podem entrar em contato com a gente pelo 3317-4660 ou o 3317-4655”, destaca Lara.

Para a realização do LIRAa, o município é dividido em estratos, cada um contendo de 9 a 12 mil imóveis.  Os quarteirões são selecionados por um programa de computador, o qual indica quantos e quais os quarteirões a serem trabalhados. Em cada quarteirão, é pesquisado um a cada cinco imóveis. Em Uberaba, são 14 estratos.

Os estratos com índices de infestação predial inferiores a 1%, não apresentam risco. Já aqueles com índice de infestação entre 1% e 3,9% são considerados em situação de alerta. Considera-se o risco de surto de dengue quando o índice de infestação é maior que 4% dos imóveis pesquisados. Com as informações do LIRAa, a própria população toma conhecimento da incidência do mosquito em seu bairro e pode tomar medidas para se prevenir das arboviroses. No último levantamento de 2017, o índice de infestação do município foi de 1,2%, com nenhum estrato acima de 4,0%.

Foto: Reprodução

 

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.