Uberaba – Câmara aprova PL de Marão que institui a Semana de Prevenção a Insuficiência Renal

A partir de novembro deste ano o Município vai passar a contar com a Semana de Prevenção a Insuficiência Renal. Um projeto de autoria do presidente Ismar Vicente dos Santos “Marão” (PSD) foi aprovado nesta segunda-feira (25), no Plenário da Câmara Municipal.

O projeto teve o parecer favorável da Comissão de Saúde e Saneamento. A presidente do Hospital Beneficência Portuguesa e da Casa de Diálise, Jerusa de Araújo, e o médico Antônio Fernando Hueb, acompanharam a votação.

Para “Marão”, o tema é relevante e necessário, pois sabe das dificuldades enfrentadas pelos pacientes. Ele apresentou uma emenda modificativa, que apenas reforçou o fato de ser uma semana de prevenção.

O médico Antônio Fernando Hueb explicou que é especialista em doença renal há mais de 30 anos. Segundo ele, hoje faz parte de um grupo, o maior de Uberaba, que atua no Instituto de Hemodiálise, vinculado ao Hospital Beneficência Portuguesa. “São 2 mil sessões de hemodiálise por mês, é muita responsabilidade para um grupo de médicos”, afirmou.

O profissional disse, ainda, que mais de 90% dos pacientes são provenientes do SUS e todos sabem que os valores repassados ficam abaixo do necessário. Os números repassados pelo médico são de que hoje existem na cidade aproximadamente 350 pacientes que são atendidos diariamente nas três unidades que funcionam junto aos hospitais Beneficência Portuguesa, Hospital de Clínicas e no Hospital Mário Palmério. “Para cada um destes pacientes, existem outros, de 20 a 25 portadores de doenças renais, que evoluem de forma silenciosa e que os pacientes não têm conhecimento”, alertou o representante do instituto.

Antônio Fernando Hueb destacou que o trabalho de prevenção é muito importante, para identificar estes pacientes e impedir que a doença evolua e chegue a necessidade de hemodiálise, que é um tratamento de alto custo. “A campanha será fundamental, é muito melhor prevenir uma doença”, acrescentou.

Ainda conforme explicou o médico, no Brasil existem cerca de 600 clínicas de hemodiálise, para tratar 120 mil pessoas, sendo que o governo federal gasta cerca de R$ 2 bilhões por ano com os tratamentos.  Ele também fez um importante alerta sobre a necessidade de fazer um acompanhamento do funcionamento dos rins. “Com apenas um exame de sangue é possível avaliar a função renal, através da dosagem da creatitina. É um exame simples e barato, que os médicos devem pedir”, afirmou, lembrando novamente que a doença evolui de forma silenciosa.

O projeto recebeu o apoio dos demais vereadores. A Semana de Prevenção a Insuficiência Renal será realizada anualmente, entre os dias 6 e 12 de novembro.

Fotos: Rodrigo Garcia/CMU

 

 

 

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.