« Postagens Antigas
Escolha uma Página

A Mesa Diretora da Câmara decretou luto oficial em homenagem ao ex-vereador de Uberaba, dentista Calixto Rosa Neto, que morreu na noite de quarta-feira (20) em Uberaba.

Calixto, filho da comunista e primeira mulher, no país, a ocupar um cargo de parlamentar municipal, Lucília Rosa, teve o mandato de vereador pelo PSD, em Campo Florido cassado pelo Golpe Militar e ainda acabou preso. Como vereador em Uberaba, na Legislatura de 1983 a 1989, Calixto participou da composição da Mesa Diretora da Casa e marcou época no Legislativo. “Sempre defendeu e reconheceu o Poder Legislativo como uma escola de Ciências Políticas e Cidadania.  Em seus discursos mencionava constantemente sobre a necessidade de se democratizar a Câmara. Calixto queria ver uma maior participação dos uberabenses, em especial estudantes, durante as sessões plenárias”, contou Evacira Coraspe, jornalista e servidora do Poder Legislativo de Uberaba.

Evacira destacou a preocupação que o ex-legislador possuía com as questões sociais. “Ele participou de muitos movimentos sociais. Era uma pessoa extremamente engajada.  Calixto sempre dizia que a Câmara é uma escola, que ensina para todos como viver, como se relacionar e como compreender o poder enquanto representatividade importante para o desenvolvimento do País. Era também muito ligado às questões didáticas e pedagógicas”, encerrou a jornalista, que conviveu com o ex-vereador durante seu mandato na Câmara.  

O Legislativo, durante três dias, esteve com suas bandeiras Nacional, de Minas Gerais e Uberaba à meia haste em homenagem ao ex-vereador, que foi enterrado na tarde de quinta-feira (21).

Fotos: Divulgação/Reprodução

 

 

 

 

You have Successfully Subscribed!

Share This