« Postagens Antigas
Escolha uma Página

A companhia passa a atender prefeituras para acompanhamento de processos e treinamentos para implantação de sistema anti-fraudes

A Companhia Habitacional do Vale do Rio Grande (Cohagra) passa a atender a Prefeitura de Campina Verde nos procedimentos e na seleção dos beneficiários das unidades habitacionais do loteamento Nova Campina Verde. O termo prevê, ainda, auxílio na regularização fundiária às famílias do bairro Jovina de Oliveira e do Distrito de Honorópolis.

O contrato de prestação de serviço foi assinado nesta quarta-feira (26), na prefeitura da cidade pelo presidente da Cohagra, Marcos Jammal e o prefeito, Fradique Gurita acompanhado dos secretários de Planejamento, Obras e Projetos, Túlio Fidel, e de Desenvolvimento Social, Valtiva Maciel Mendes, além do Procurador, João Paulo Gouveia.

Jammal relembra que em abril, durante o Fórum de Habitação com a participação dos prefeitos do G70 (municípios do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba) esteve em pauta o novo programa do Ministério das Cidades – Minha Casa, Minha Vida III e o credenciamento oficial da Cohagra para auxiliar os municípios da região. “A Cohagra está exercendo o que de fato deveria desde a sua fundação que é atender aos municípios do Vale do Rio Grande. Vamos atuar diretamente e efetivamente na melhoria habitacional das cidades da região, assim como estamos fazendo em Uberaba”, destaca.

O presidente reforça que a Cohagra pode atender qualquer um dos municípios integrantes do G70 em relação à elaboração de projetos e documentação , a afim de agilizar a aquisição de novas moradias junto ao Governo Federal.

“Oito prefeituras que tiveram a ajuda da Cohagra conseguiram a liberação dos empreendimentos junto ao Ministério das Cidades, o que mostra a efetividade do trabalho aqui desenvolvido”, comemora Jammal.

A Cohagra está realizando, ainda, o treinamento do sistema QR Cold usado para a fiscalização de propriedades a fim de evitar fraudes como apropriação indébita. As prefeituras de Campina Verde e Ituitaba já firmaram contratos para o treinamento e aquisição do sistema usado por nós. Outras prefeituras já solicitaram a proposta para o mesmo fim”, pontua Jammal.

Foto: Neto Talmeli/PMU

 

Share This