« Postagens Antigas
Escolha uma Página

Duas empresas foram beneficiadas com a doação de áreas públicas e concessão de estímulos. Os projetos, de autoria do Poder Executivo, foram aprovados pela Câmara Municipal, na manhã desta segunda-feira (17). As instituições agraciadas atuam no ramo construção civil e comércio de materiais recicláveis usados.

A microempresa “Luis Venancio do Nascimento” que atua no mercado com o comércio de materiais recicláveis, foi a primeira contemplada. Será concedida à instituição área de 550 m², para a construção de uma unidade. O investimento estimado é de R$ 20 mil com previsão de faturamento anual de R$ 216 mil, gerando três empregos diretos e oito indiretos.

Em contrapartida, o município receberá repasse de R$43.727,20 correspondente a 80% do valor total da área, avaliada em R$54.659.  Não haverá cobrança do IPTU por um período de 2 anos. Será concedida, também, a isenção do recolhimento de ISSQN – Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza conforme o cronograma de obras.

O secretario de desenvolvimento econômico, José Renato Gomes, parabenizou o trabalho desenvolvido pelo microempresário. Na ocasião, José Renato destacou que na última semana Uberaba ficou em 1° lugar, no interior de Minas Gerais, no Índice de Desenvolvimento Econômico Local (Isdel). “Isso significa que o município e a Câmara Municipal têm feito, juntamente com os empresários e o Sebrae, um trabalho muito grande voltado para a micro e pequena empresa”, ressaltou.

O proprietário, Luis Venancio do Nascimento, esteve presente no plenário da Câmara e agradeceu a aprovação do projeto.

A segunda instituição beneficiada foi a “Construtora Terraço LTDA”, com atuação no ramo da construção civil, ferroviário e prestação de serviços.  A empresa manifestou interesse de investir em pátio para estacionamento e triagem de veículos pesados e um centro comercial com 7 galpões e 32 salas comerciais, em área própria de 109.200,00 m².

O investimento estimado é de R$15.9 milhões, com previsão de faturamento anual de R$21.220 milhões. Serão gerados 250 empregos diretos e 150 indiretos. Não será cobrado o IPTU pelo período de 10 anos, divididos em duas etapas. Na primeira etapa, serão concedidos dois anos. E, após a empresa cumprir todos os itens do Protocolo de Intenções, serão concedidos os oito anos restantes. A empresa ficará isenta, também, do pagamento do ISSQN durante a fase de obras.

José Renato Gomes destacou a importância do empreendimento que suprirá a necessidade da implantação de pátio de triagem no Distrito Industrial III. “Os caminhões com fertilizantes estão ficando na av. Filomena Cartafina ocupando um espaço enorme causando acidentes e dificultando o acesso às indústrias”, afirmou o secretário destacando que a empresa usufruirá somente a isenção do IPTU, uma vez que, a etapa de obras já foi finalizada.

O procurador Lucas Anastasia, representando o proprietário, ressaltou que a vinda da empresa para Uberaba foi estratégica. “Acreditamos no município, nas oportunidades que são dadas e pelo apoio da secretaria de desenvolvimento econômico. Será um bom negócio, tanto para a construtora, quanto para o município”, pontuou.

Foto: Rodrigo Garcia

 

 

You have Successfully Subscribed!

Share This