Uberaba é a sexta cidade no TOP 20 em eficiência na geração de Startups

Entre as cidades de Minas Gerais, o município é o 2º no ranking

Uberaba está em 6º lugar na pesquisa que revela o Top 20 de cidades em eficiência na geração de Startups no Brasil. Entre as cidades mineiras, Uberaba é a 2ª melhor colocada, atrás de Itajubá. Os dados são do painel “Radiografia das Startups do Brasil”, por meio da pesquisa da ABStartups e Accenture (2017). A análise, com o cruzamento de dados com o PIB dos municípios segundo o IBGE (2014), foi realizada por Felipe Matos no Blog Link/Estadão.

A pesquisa teve a participação de mais de mil startups de todos os estados do país. O índice revela a “eficiência” do ecossistema em produzir Startups, revelando quanto cada estado gera em valor por cada ponto percentual de representatividade na distribuição de startups no país.

Para o prefeito Paulo Piau, estar no sexto lugar entre as 20 cidades, é um marco. “Acreditamos na inovação. Acreditamos no Parque Tecnológico. Tivemos inúmeros avanços nos últimos anos, pois sabemos que o caminho para o desenvolvimento passa pelo crescimento tecnológico, por investir em ideias e acreditar no potencial das pessoas. Só temos que comemorar este resultado e continuar trabalhando com afinco para galgarmos novos degraus”, afirmou.

Ainda segundo a pesquisa, Minas Gerais é o terceiro estado no Top 10 em números e em densidade de Startups, e o 2º estado em eficiência. Além de estar na 6ª posição das cidades brasileiras em eficiência, Uberaba é a 17ª em densidade de Startups, considerando os dados cruzados com a população dos municípios segundo o IBGE.

Segundo a gestora do Parque Tecnológico de Uberaba e especialista em Inovação, a professora Raquel Resende, Uberaba pode comemorar estes resultados, que estão sendo colhidos e que são fruto de um trabalho coletivo e integrado. “O trabalho envolve empresas, governo e universidades em uma ampla agenda de atividades e eventos, bem como de programas institucionais, de mecanismos de interação da tríplice hélice – Academia, Empresa e Governo. Além disso, envolvem projetos de apoio e fomento a empresas inovadoras e a startups, e a toda uma ambiência que vem sendo consolidada desde o início dos anos 2000”, pontua ela.

Raquel destaca que hoje Uberaba já é uma cidade “Startup friendly”, ou seja, possui um portfólio de serviços e de caminhos estruturados e em estruturação para quem quer empreender. “Desde a sala do empreendedor, projeto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, passando por todos os apoios dos agentes de fomento, tais como o Sebrae; e entidades de classe, passando pelos Programas de Incubação de Empresas, hoje em operação na UFTM e na Uniube, e em estruturação no IFTM, com o suporte de seus Núcleos de Inovação Tecnológica, e de suas empresas juniores, que são mais de 12 em operação em Uberaba”.

Entre os destaques em Uberaba, está a criação de uma comunidade de Startups intitulada ZebuValley, em alusão ao conhecido reduto de grandes empresas de tecnologia no Vale do Silício (Silicon Valley), e à vocação do município para o agronegócio, além do pioneirismo na melhoria da genética zebuína, conhecida mundialmente.

Raquel enfatiza que a comunidade ZebuValley já possui cases de sucesso dentre suas Startups. “Uma delas é a Grão Direto, que faz a conexão entre compradores e vendedores de grãos, e foi destaque no Programa de Aceleração “Startup Farm” em São Paulo. Também temos a Netcook, que foi adquirida pela IFOOD e trabalhava o mercado de delivery, a Trathus, que faz a conexão entre garçons e buffets, e foi destaque no Programa de pré-aceleração Lemonade de BH, sediado em Uberaba. Hoje ela é acelerada na TechMall em Belo Horizonte”.

Para a gestora do Parque Tecnológico, estar entre as seis cidades brasileiras na eficiência na geração de Startups, e entre as duas mais eficientes de Minas Gerais, é uma grande resposta aos esforços de todo um ecossistema de inovação que está sendo construído dia a dia em Uberaba. “É também uma grande responsabilidade para o Parque Tecnológico, que criou 5 espaços de coworking públicos e gratuitos, instalados em parceria com Universidades e faculdades locais. Esperamos que desses espaços nasçam muitos projetos e empresas. Além disso estão sendo estruturadas, com a participação de todos os atores do ecossistema, novas políticas públicas que vão beneficiar ainda mais a criação e a geração de negócios inovadores”, diz Raquel Resende.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, José Renato Gomes, parabenizou a equipe do Parque Tecnológico, e lembrou que o governo Paulo Piau sempre acreditou que a inovação, pesquisa e tecnologia, também seria o caminho para o desenvolvimento de Uberaba. “A determinação do prefeito Paulo Piau, foi para que tornássemos o Parque Tecnológico uma realidade, que fosse eficiente e desse resultado. Esta pesquisa mostra isso. E não vamos parar, pois sabemos que o futuro está ali”, finalizou.

 

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.

Obrigado, Caros Leitores!

Nós da família do Luiz Renato Rodrigues da Cunha vimos através deste canal “Em Todas” agradecer a todos que procuravam diariamente se informar e compartilhar as matérias divulgadas pelo nosso saudoso colunista.

Agradecemos também o carinho demonstrado sempre ao nosso blogueiro imortal.

Foram anos de fidelidade, respeito e interatividade!

Sabemos que ele exerceu com brilhantismo sua capacidade de informar com transparência e imparcialidade, transmitindo alegria e entretenimento a seus leitores.

Chegou a hora de dar um até breve e jamais um adeus, pois acreditamos que um dia estaremos novamente com nosso ente querido.