Uberaba – Grupos de apoio pós-desastres estão ativos e atuam na cidade nos períodos de chuva

Criado com a proposta de atender e dar resposta aos desastres que venham a ocorrer na cidade em períodos de fortes chuvas, como as que ocorrem comumente no mês de março – em especial a tradicional chuva de São José – o Grupo de Reação a Desastres (Grede) continua ativo e equipado para atuar em situações pós-desastres.

No final de 2017, o grupo foi anunciado pelo prefeito Paulo Piau sob a responsabilidade da Secretaria de Defesa Social e participação da Defesa Civil, da Procuradoria Geral do Município, Chefia de Gabinete, COHAGRA, Companhia Operacional de Desenvolvimento, Saneamento e Ações Urbanas – CODAU, e as secretarias de Serviços Urbanos e Obras, Governo, Administração, Planejamento, Educação, Desenvolvimento Social, Meio Ambiente, Fazenda, Comunicação, Agronegócio, Saúde e do SAMU.

Conforme o secretário da SDS, jornalista Wellington Cardoso, em Uberaba estão atuantes dois grupos de ação. O primeiro é o PEP (Plano de Emergência Pluviométrico) que é grupo formado por equipes da prefeitura. O grupo conta com o apoio do Corpo de Bombeiros, Cemig, Polícia Militar e Rodoviária e, apoio da climatologista Wanda Prata. “Este grupo atua no mapeamento de áreas de risco prevendo situações e necessidades de cada local que possas ser atingidos atendidos em possíveis enchentes”, diz.

Já em relação ao Grade, Cardoso destaca a importância da ação pós desastres. “Existe vítimas reais e possíveis de desastres. As ações devem ser rápidas e imediatas, por se tratar de uma frente de trabalho que trabalha exatamente no pós e não na prevenção. Todos os setores envolvidos possuem condições para atuar desde o salvamento (trabalho em campo), acolhimento das vítimas agindo para dar assistência e proteger a integridade física dos atingidos”, destaca.

De acordo com a agente da Defesa Civil Ana Luisa Bilharinho, nos últimos dois anos as equipes tanto do PEP quanto do Grede vem atuando diretamente para proteção dos munícipes atingidos. “Atuamos para dar a resposta imediata para qualquer situação que possa ocorrer em qualquer ponto da cidade. Estamos sempre atentos a qualquer situação, principalmente, as que envolvem fortes chuvas”.

Qualquer atingido em um desastre natural pode acionar a Defesa Civil pelo tridígito 199 ou Corpo de Bombeiros 193.

Foto: Divulgação/PMU

 

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.