Uberaba – GT vai mobilizar sociedade civil e cidadãos e centralizar doações ao menos favorecidos

Prefeito Piau está preocupado com as condições mínimas das famílias de baixa renda, ante à crise

O impacto da Covid-19 na comunidade, principalmente na mais carente, é alvo de preocupação do prefeito Paulo Piau e foi para tentar minimizar e auxiliar as famílias mais carentes que criou o Grupo de Trabalho para atendimento emergencial das pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social, econômica e financeira. A primeira dama Heloisa Piau, participa do GT como voluntária.

Conforme destacou o prefeito Paulo Piau, o objetivo do grupo é o atendimento emergencial das pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social, econômica e financeira, decorrente da pandemia do Coronavírus – Covid-19. “Queremos proteger e cuidar daqueles que mais precisam. No âmbito da saúde estamos adotando todas as medidas possíveis, mas não podemos pensar só nesta questão. Como poder público, temos que pensar no todo e o social será fundamental neste momento e não iremos nos furtar, muito pelo contrário. Queremos fazer um chamamento para o 2º e 3º terceiro setor, para se unir a nós nesta luta. E este grupo terá o papel de coordenar este trabalho”, destacou.

Segundo Marco Túlio Cury, coordenador do GT, é importante nos unir: “Teremos pessoas ligadas a este comitê, como empresários e sociedade civil representada pelos seus segmentos, que já estão nos procurando, pois querem participar e doar. Nós vamos divulgar telefones para quem quer doar. E, também teremos uma equipe que estará recebendo ligações de pessoas que estão vulneráveis e sofrendo com este momento. Unidos conseguiremos acalmar ou abrandar possíveis problemas de falta de suprimentos e de acolhimento, pois este é o nosso trabalho de assistência social”.

Angela Dib – membro do GT – destaca a importância da participação de todos neste momento, no intuito de ajudar as famílias que se encontram em estado de vulnerabilidade social e econômica. “A preocupação do prefeito é a falta do alimento pelo fato de alguém não estar recebendo seu salário, pela escassez do dinheiro nas famílias, da criança não estar na escola recebendo a sua merenda escolar, enfim vários motivos levam a essa preocupação em atender estas famílias de baixa renda. Então, por estes motivos, o GT buscará as alternativas, as parcerias e a sociedade civil organizada como um todo para nos ajudar com estas famílias. Hoje em Uberaba encontram-se vários grupos de voluntários que já estão fazendo este trabalho. Mas a gente quer buscar estas pessoas para reunirmos em um único espaço as doações, como alimentos, higiene e limpeza”.

Cadastro. Segundo Túlio Cury, a Secretaria de Desenvolvimento Social, já tem o cadastro das famílias que se encontram nesta situação, sejam que já tenham crianças ou idosos, ou a família daquela pessoa que perdeu o emprego e que não tem o que comer e não tem como fazer a sua higiene.

Todo este trabalho será centralizado na Prefeitura, que irá direcionar para as famílias que realmente estão precisando. “Eu acredito que esta é uma decisão muito sábia do prefeito e juntos venceremos esta crise. Sabemos que isto vai passar, mas não podemos deixar de pensar no próximo, ainda mais nessas pessoas que precisam mais da gente. Contamos com a população e com a comunidade. Queremos trazer as empresas para esta ação que tem aquele estoque, que muitas vezes pode perder, para fazer suas doações. Precisamos de união e trabalharmos juntos para tornarmos a realidade menos difícil para todo mundo”, finalizou Dib.

Fotos: André Santos

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.