Uberaba – IBGE em parceria com Ministério da Saúde vai entrevistar uberabenses por telefone

Uberabenses serão entrevistados por telefone pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística) para pesquisa em parceria com o Ministério da Saúde. A coleta de dados do Pnad-covid, iniciada esta semana, é uma versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua para quantificar as pessoas com sintomas de covid-19 e os impactos da pandemia no mercado de trabalho. Cerca de dois mil agentes do IBGE já começaram a telefonar para 193,6 mil domicílios distribuídos em 3.364 municípios de todos os estados do país.

A entrevista é realizada por telefone para resguardar os moradores e os entrevistadores durante a pandemia. Conforme informações do IBGE, as entrevistas duram aproximadamente 10 minutos e os moradores que receberem o telefonema podem confirmar a identidade dos agentes de coleta por meio do site “Respondendo ao IBGE” ou do telefone 0800 721 8181, e informar matrícula, RG ou CPF do entrevistador.

Além de informações sobre sintomas associados à covid-19 e as providências tomadas em caso de sintomas, também é busca-se obter informações para aqueles que apresentaram sintomas e procuraram algum estabelecimento de saúde, sendo investigado o tipo de estabelecimento procurado. Adicionalmente, a pesquisa pretende monitorar as transformações ocorridas no mercado de trabalho brasileiro durante a pandemia.

Sigilo das informações – segundo o IBGE, todas as informações coletadas têm confidencialidade garantida pela lei 5534/1968, do sigilo da informação e garante que os dados só podem ser utilizados para fins estatísticos. Os dados também não são entregues para nenhum outro órgão e seguem os Princípios Fundamentais das Estatísticas Oficiais da Organização das Nações Unidas (ONU).

A partir da pesquisa, o IBGE justifica que a produção de informações vai apoiar governos e a sociedade, bem como entidades públicas e privadas, na tomada de decisões tempestivas no combate à pandemia do coronavírus. Os dados devem permitir o monitoramento tempestivo de indicadores socioeconômicos durante a pandemia, além de informações semanais e mensais sobre o que está ocorrendo com o mercado de trabalho brasileiro, sobre emprego, desemprego, informalidade, renda do trabalhador, entre outras que apoiem na tomada de decisões.

Fotos: Reprodução/Divulgação

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.