« Postagens Antigas
Escolha uma Página

Balanço da Controladoria Geral do Município (CGM) demonstrou que a Ouvidoria da Prefeitura de Uberaba registrou 294 manifestações até setembro deste ano. Em comparativo com o ano anterior o levantamento mostra que, faltando ainda o último trimestre do ano, os atendimentos já superam o total de 2018, quando a Ouvidoria registrou 290 manifestações.  Além das manifestações de reclamação, solicitação, comunicação, sugestão, denúncias e elogios, o relatório do Departamento de Ouvidoria e Transparência Governamental aponta que foram protocolados 541 processos de acesso à informação em 2019.

Desde 2017, a Prefeitura realizou importantes ações para melhorar a Ouvidoria e o serviço oferecido à sociedade. Foram 220 registros no ano da implementação do e-Ouv em novembro daquele ano. A adesão ao Programa de Fortalecimento das Ouvidorias possibilitou a implantação do Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal, desenvolvido pela Controladoria Geral da União. O sistema está disponível na página inicial do site da Prefeitura. Também no mesmo ano, em dezembro, foi iniciado o tridígito, que atende o público pelo telefone 156.

O controlador geral do Município, Carlos Magno Bracarense, avalia que os resultados da Ouvidoria provam a qualidade e transparência de Uberaba no atendimento às demandas da população. “Esses atendimentos mostram que o governo incentiva a participação popular ativa, já que os mecanismos de controle social ganharam novas ferramentas. A Ouvidoria é um instrumento muito positivo para que a gestão municipal seja participativa, com espaço democrático para que toda população sugira e contribua”.

Como falar na Ouvidoria – A chefe do Departamento de Ouvidoria e Transparência Governamental, Sandra Teodoro Varotto Marajó, explica que a população pode falar com a Ouvidoria por meio do tridígito 156, pelo sistema e-Ouv ou presencialmente. A ligação via 156 é gratuita, das 12 às 18 horas de segunda à sexta-feira. Segundo ela, a manifestação é registrada, analisada e solicitadas às unidades competentes as providências cabíveis.“Nenhuma manifestação fica sem resposta. Os canais de comunicação da Ouvidoria visam, justamente, a incentivar o exercício da cidadania e o controle social”, destacou.

Sandra pondera que a Ouvidoria garante à população uma forma livre e segura de se manifestar. “Este é um canal de segunda instância. O cidadão vai indicar e-mail para contato e receberá o número do protocolo, pedido de complementações das informações se necessário, resposta intermediária quando houver e a resposta conclusiva da sua manifestação”, finalizou.

 

You have Successfully Subscribed!

Share This