Uberaba – Prefeito Paulo Piau é eleito primeiro presidente da Agência de Desenvolvimento

A primeira Assembleia Geral Extraordinária da Agência Regional de Desenvolvimento Econômico do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba elegeu sua diretoria nesta segunda-feira (20). A reunião foi constituída pelos municípios fundadores da Agência, com a presença dos prefeitos Paulo Piau (Uberaba), Liliane Venâncio (Tapira), Fradique Gurita (Campina Verde), Renato Soares (Campo Florido) e Celson Pires (Conceição das Alagoas).

Com a decisão de se ter sempre, na presidência e vice-presidência, um prefeito do Triângulo Mineiro e outro do Alto Paranaíba, foram eleitos Paulo Piau como presidente e a prefeita Liliane Venâncio como vice. Na diretoria executiva estará o assessor estratégico de Assuntos Regionais de Uberaba, Glauber Faquineli.

O prefeito Paulo Piau avalia que a grande intenção é colocar o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba no mapa do mundo. “Isso pode parecer algo grande, mas efetivamente temos potencial para isso. O que desejamos é que haja um crescimento equilibrado. Esta é uma ideia de 30 anos, portanto estamos cumprindo nosso papel de dar sequência a essas intenções para que possamos planejar, estudar, projetar, fazer parcerias com as universidades e institutos de pesquisa, além das entidades de classe”.

Como presidente da Agência, Piau pondera que todos podem ganhar. “No final o que a gente quer é geração de emprego, renda para nossa população. Nossa região é, talvez, a região brasileira com mais potenciais de crescimento e desenvolvimento econômico, e a Agência tem este papel de descobrir investimentos e evidentemente identificar a infraestrutura que falta para suportar o crescimento econômico e a geração de empregos”.

Liliane Venâncio, prefeita de Tapira e agora vice-presidente da Agência Regional representando o Alto Paranaíba, destaca que o desafio é grande, mas acredita muito no intuito e na necessidade de sua constituição. “Quando se fala em desenvolvimento econômico, toda cidade está carente. Acredito que unindo forças de duas regiões com grandes potenciais com certeza temos tudo para crescer. A gente sabe que é um caminho longo e que vamos ter medidas de curto, médio e longo prazo. Mas o norte da agência vem para nos ajudar a encontrar as melhores alternativas”, pontua a prefeita de Tapira.

Força regional – Representando o G70, grupo de 70 municípios, o território de atuação da Agência Regional de Desenvolvimento Econômico do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba compreende mais de dois milhões de habitantes e representa 16% das riquezas de Minas Gerais. São quase 100 mil quilômetros quadrados de área territorial, com PIB de R$ 80 bilhões, potencial de consumo de R$52 bilhões e mais de U$S 3,5 bilhões em exportações.

Renato Soares, prefeito de Campo Florido, ressalta que acredita no potencial do projeto principalmente em um momento econômico difícil. “Podemos nos desenvolver juntos, aliados à aplicabilidade de políticas públicas que fomentam vários projetos no desenvolvimento econômico, urbano e social”.

Para Fradique Gurita, prefeito de Campina Verde, a Agência é extremamente importante. “Uma ideia que vem sendo discutida há muitos anos e que hoje se torna realidade, com esta união do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Realmente o intuito é buscar mudar a vida das pessoas, e esta agência com toda certeza será uma fábrica de ideias e projetos para que todos os municípios possam se desenvolver e alavancar a região”.

O prefeito de Conceição das Alagoas, Celson Pires, enxerga que a região é desigual, com poucas cidades médias e grandes e muitas cidades pequenas. “A tendência é cidades grandes crescerem mais e as pequenas diminuírem. Acho que a ideia de ter um equilíbrio e distribuição dessa economia, portanto, é algo que todos temos a ganhar. Por isso estamos aderindo, com a esperança de que o desenvolvimento possa ser equânime e bem distribuído”, conclui.

Etapas. Glauber Faquineli destaca que o próximo passo da Agência Regional é estar com as associações microrregionais e consórcios municipais, visando o levantamento de demandas para estabelecer estudos, parcerias e prioridades. “O que a Agência propõe é um melhoramento contínuo da qualidade de vida da população e alavancar as potencialidades da região, buscando crescimento econômico aliado à geração de empregos e sustentabilidade. O objetivo é um desenvolvimento com planejamento integrado e interlocução eficiente junto a todas esferas do Governo”.

Fotos: Marco Aurélio Cury



Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.