Uberaba – Reajuste dos servidores municipais é aprovado por unanimidade na Câmara Municipal

O reajuste salarial de 8.8% aos servidores municipais foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Uberaba nesta segunda-feira (13), após sofrer adiamentos por sobrestamento e um pedido de vistas, atrasando o benefício aos servidores. Mantendo postura de responsabilidade financeira e defendendo a aprovação da pauta, a Prefeitura esteve representada no plenário pelo secretário de Administração, Rodrigo Vieira e o assessor geral de Orçamento, Jorge Cardoso Macedo.

O Projeto de Lei aprovado fará recomposição salarial relativo aos anos de (2015\2016) de 5.5%, mais o reajuste de 3.75% em relação a inflação de 2018, de acordo com o IPCA, o que dá 8.8%. Isso assegura, portanto, o compromisso assumido com o sindicato e deve impactar a folha de pagamento do município em R$23,5 milhões/ano. O Ticket Alimentação também terá reajuste de acordo com o IPCA, com aumento de R$ 20,00, e o impacto desta alteração implicará em um gasto de R$1,84 milhão por ano.

O secretário de Administração, Rodrigo Vieira, pontuou satisfação com a aprovação, reforçando que a Prefeitura continua trabalhando com cautela no que diz respeito ao financeiro. “O servidor precisa e espera por esse aumento. Todas as negociações foram feitas com responsabilidade, dentro daquilo que consideramos possível para atender esse aumento do servidor, e precisamos trabalhar com muita segurança e pé no chão. Colocamos o servidor público sempre em primeiro lugar na administração, e nosso objetivo é continuar mantendo o salário e os benefícios em dia, mesmo diante de uma crise que tem prejudicado as cidades mineiras”.

Retroativo – Mesmo com preocupação sobre o comprometimento de fluxo de caixa, tendo em vista as dificuldades financeiras ocasionadas pela falta de repasses do Estado, a Prefeitura de Uberaba vai continuar priorizando o servidor municipal garantindo o pagamento retroativo do reajuste referente aos meses de março e abril. O retroativo representará R$7,5 milhões de reais e, para um comprometimento responsável do fluxo de caixa, será pago dividido nas duas próximas folhas aos mais de 9 mil servidores.

“Em reunião com o prefeito e a Secretaria de Finanças, a princípio teríamos um pagamento em quatro vezes. Mas daqui do plenário conseguimos mudar esta decisão, com o aval do prefeito Paulo Piau, que nos atendeu para dividir em duas parcelas, tendo em vista o anseio do servidor que espera por este reajuste. Vamos sacrificar a Prefeitura, que está com um fluxo de caixa apertado, priorizando o servidor mais uma vez”, conclui o secretário Rodrigo Vieira.

Fotos: Rodrigo Garcia/CMU

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.