Uberaba – Santuário da Abadia distribui senhas para Missa da Consciência Negra

Desde segunda-feira (16), estão abertas as inscrições para aqueles que querem participar presencialmente da Missa da Consciência Negra conduzida pelo padre Jarbas Rodrigues de Mattos, vigário do Santuário Basílica de Nossa Senhora D’Abadia.  A celebração acontece às 12h do dia 20. A transmissão será feita ao vivo pelas redes sociais, simultaneamente, nos endereços do Youtube (https://www.youtube.com/channel/UChOsGTf6bz0TGegOyxDKb_Q), site www.idizimo.com/doe/basilicaabadia, Instagram @santuariodaabadiauberaba e pelo Facebook https://www.facebook.com/santuariodaabadiauberaba.

Padre Jarbas Matos destaca que serão somente 160 senhas distribuídas para as pessoas interessadas em participar da Missa, até a próxima quinta-feira (19), na Secretaria do Santuário das 8h às 12h e das 14h30 às 17h. No entanto, ele ressalta que em razão da pandemia não haverá a distribuição das comidas típicas, assim como as danças tradicionais. “Pedimos a presença de todos usando máscaras, fazendo higienização das mãos com álcool gel, sendo medida a temperatura de todos, evitando aglomerações”, salientou. Ele ainda lembra que os lugares serão marcados para manter o distanciamento social.

O vigário informou que a celebração tem o sentido de manter a memória religiosa do Dia da Consciência Negra, que será o tema da homilia. “Destacamos o  grande feito dos nossos irmãos e irmãs,  que muito lutaram para a construção do nosso país”, disse.

Durante a celebração haverá a apresentação do Coral Afro que vai apresentar músicas relacionadas com o tema. De acordo com Inês Fernandes há mais de 20 anos acontecem as apresentações durante essa celebração. 

A Coordenadoria de Políticas de Igualdade Racial da FCU, que promove o “Novembro Negro”, estará homenageando o professor Antônio Carlos Marques durante a missa, relembrando a importância da data, sua vida e o legado deixado por ele para o Movimento Negro.

Segundo a coordenadora, Carmem Amâncio, o Dia da Consciência Negra é uma data para marcar a luta do povo negro contra todos os obstáculos históricos, mas é também para fortalecer a importância de combater o racismo no dia a dia. Conhecer a realidade e compreender os processos que contribuem para a continuidade do racismo estrutural é fundamental para repensar e reconstruir nosso modelo de sociedade.

Ainda durante a Semana da Consciência Negra aconteceu nesta terça-feira (17) às 19h, V Congresso Étnico-Racial com a Prof. Dra. Anny Ocoro.

O Novembro Negro é promovido pela Fundação Cultural de Uberaba, por meio da Coordenadoria de Políticas de Igualdade Racial, e o Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir) e Departamento de Cultura. São parceiros e apoiadores o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (Neabi Pontal), o Núcleo de Pesquisa em Educação para as Relações Étnico-Raciais e Ações afirmativas (Nepere) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), por meio da Pró-reitoria de Extensão e Cultura, e a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM).

Fotos: Marco Aurélio Cury

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.