« Postagens Antigas
Escolha uma Página

Com o objetivo de melhorar a segurança dos passageiros que utilizam mototaxi, taxi e transportes por aplicativos no Município, o vereador Ronaldo Amâncio (PTB) apresentou três requerimentos no Plenário da CMU. Ele vai encaminhar as solicitações ao prefeito Paulo Piau, para que um Projeto de Lei seja enviado ao Legislativo.

O objetivo proposto é de que os condutores dos veículos passem a ser obrigados a apresentarem uma identificação aos passageiros, assim como pelo cadastro junto ao órgão competente, por meio tecnológico, de acordo com a Lei número 11.162/2011, que dispõe sobre a mobilidade urbana do serviço de mototaxi no Município.

O vereador justifica a solicitação, destacando a importância da identificação do condutor, durante a prestação do serviço, até mesmo em forma de crachá, além da disponibilização dos dados veiculares e do condutor através de uma plataforma digital. “Eu entendo que esta mudança trará mais segurança e bem-estar aos usuários”, afirmou Ronaldo Amâncio.

A mudança também atingiria os motoristas de táxi e de transporte por aplicativos.

Para o vereador, a modificação seria um grande avanço. Ele explicou que teve a ideia ao conversar com um usuário de mototaxi, o qual questionou o fato de que ninguém sabe nada sobre quem é a pessoa que está prestando o serviço.

O presidente Ismar Vicente dos Santos “Marão” (PSD) pediu para assinar o requerimento, se possível como autor também, pois entende que se trata de uma questão de segurança pública. “É de suma importância, inclusive para a classe daqueles que realmente são mototaxistas”, disse “Marão”. Ele lembrou que muitos malandros se aproveitam da situação de mototaxista para se preservarem de algumas situações, para praticarem crimes.

“A segurança pública é um assunto que precisamos fomentar cada vez mais, pois mais do que nunca, estamos precisando de segurança em todas as áreas”, finalizou Ronaldo Amâncio.

Foto: Rodrigo Garcia

 

 

You have Successfully Subscribed!

Share This