VAF de Uberaba tem o segundo maior crescimento no Estado

A Prefeitura de Uberaba, por meio da Secretaria de Finanças, aparece em segundo lugar como melhor resultado econômico no Estado de Minas Gerais, com 8.58% de aumento no Valor Adicionado Fiscal – VAF. Esse índice econômico mostra que a cidade vem ganhando espaço na conquista de novos empreendimentos e que diversas empresas instaladas no município vêem crescendo acima da média nacional.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico José Renato Gomes, Uberaba possui um parque industrial que está em franca expansão, com novos negócios e o fortalecimento de setores produtivos. Uberaba hoje conta com quatro distritos industriais, três em pleno funcionamento e o quarto em processo de licenciamento ambiental. “O setor do agronegócio que tem sido o responsável pelos bons resultados da nossa balança comercial, é o setor que mais temos notícias de crescimento em nossa cidade. Temos empresas que em 2016 cresceram mais de 50% no seu faturamento, além de diversas outras que entraram em operação como por exemplo a VLI”.

Uberaba é a cidade mineira referência na municipalização dos Distritos Industriais, sendo beneficiada com recebimento de aproximadamente 300 lotes, modernizou a sua lei municipal de incentivos econômicos que virou referência em todo o Estado, inclusive recebendo prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor.

Dados – De acordo com a Secretaria de Finanças, os números do VAF Econômico individual que em 2015 foram de R$ 8,750 bilhões e em 2016 foram de R$ 9,999 bilhões, apontam variação positiva de 14.28%. Wellington Fontes, secretário da pasta esclarece que os índices econômicos tiveram variação positiva de 8.58%. Já os índices consolidados que estabelecem a participação do município na parte do Estado, com variação positiva de 12.41%, fazendo com que Uberaba ficasse em quinto lugar no Estado.

Ele ainda pontua que em 2017, ano base 2016, o VAF apurado destacou, R$15,8 milhões de reais para o município. “Em 2018 devemos ter acréscimo de 21,8 milhões a 33,6 milhões de reais na cota parte do ICMS. Se considerarmos crescimento zero na arrecadação do ICMS, poderá chegar a 33,6 milhões de acréscimo com aumento de 6% na arrecadação do ICMS conforme o que está previsto na LDO de 2018 do Estado de Minas”, explica Fontes que afirma que dentre os 10 maiores VAFs de Minas, somente quatro municípios que são Contagem, Uberaba, Estrema e Pouso Alegre, apresentaram aumento no índice de VAF. “Dentre eles Uberaba aparece em segundo lugar como melhor resultado”.

Calculado anualmente pelo Governo do Estado, o VAF é o índice formado pelas informações dos contribuintes, relativo aos seus movimentos econômicos, que servirão de base para os repasses constitucionais sobre os valores das receitas de impostos recolhidos pelos Estados e pela União. É apurado com base nas Declarações sujeitas à entrega anual e obrigatória para todos os contribuintes do ICM

Foto: Reprodução

 

 

Copyright © Em Todas Blog – Todos os direitos reservados.